29 de maio de 2022 - 06:30

HomeDESTAQUE DA HORACananéia sediará projeto que visa retirada de lixo do mar

Cananéia sediará projeto que visa retirada de lixo do mar

Cananéia, Ubatuba e Itanhaém foram as cidades escolhidas para sediar a primeira fase de uma ação que visa a instalação de três pontos de recebimento de resíduos retirados do mar.

A iniciativa é do Governo de São Paulo, que abriu um edital de pregão eletrônico visando a contratação de profissionais para o serviço.

De acordo com a organização do projeto, além de incentivar o recolhimento de lixo no ambiente marinho inserido nos territórios das (APA’s) Áreas de Proteção Ambiental Marinhas de SP, o projeto também reconhece o serviço prestado pelos pescadores por meio do mecanismo de PSA (Pagamento por Serviços Ambientais), contribuindo para a recuperação da qualidade ambiental, a melhoria dos serviços ecossistêmicos prestados ao oceano e um maior engajamento nesse desafio.

Em um primeiro momento, a ação irá abranger apenas os três municípios, de modo a levantar dados sobre os impactos ambientais. Posteriormente, a intenção é reaplicar para outros municípios do litoral de São Paulo, realizando os ajustes necessários e buscando parceiros e patrocinadores.

Entenda o PSA

“O Pagamento por Serviços Ambientais busca incentivar as ações de recuperação e conservação ambiental realizadas por indivíduos ou grupos. O objetivo é garantir benefícios provenientes da manutenção dessas áreas, como a provisão de água, a filtragem de nutrientes, a regulação do clima, a manutenção da biodiversidade e o armazenamento de carbono”, explicou a pasta responsável, por meio do site oficial da prefeitura municipal.
Os participantes dos projetos de PSA recebem incentivos monetários e técnicos de governos ou da iniciativa privada para a conservação de áreas estratégicas para o meio ambiente. Os incentivos mudam de acordo com os critérios estabelecidos pela extensão da área preservada, a qualidade ambiental e o esforço necessário para implantar boas práticas de uso do solo e de restauração dos trechos degradados.

 

Diário do Ribeira

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS