22 de outubro de 2021 - 16:02

HomeBRASILSuspeito de 'entregar' vítimas a criminosos na fronteira do Paraguai é preso

Suspeito de ‘entregar’ vítimas a criminosos na fronteira do Paraguai é preso

A polícia do Paraguai prendeu na noite de terça-feira (12) um homem suspeito de colaborar com a morte de quatro pessoas em Pedro Juan Caballero, no sábado (9), na fronteira entre o Brasil e Paraguai.

Entre as vítimas da chacina, estava a filha do governador do estado de Amambay, no Paraguai. O suspeito Derlis Javier Lopez Arce é o oitavo suspeito preso por envolvimento no atentado. Na segunda-feira (11) seis foram presos. No domingo (10) um suspeito foi preso. Os últimos presos na segunda-feira são brasileiros e serão expulsos do país.

De acordo com a Polícia Nacional do Paraguai, Derlis Javier Lopez Arce aparece em imagens gravadas por câmeras de segurança sinalizando para o motorista da caminhonete de onde desceram os pistoleiros que atiraram nas quatro vítimas, houveram mais três feridos no atentado.

Ele sinalizou aos pistoleiros que as vítimas estavam indo até o veículo onde foram mortas.

Na cidade de Pedro Juan Caballero, foram mortos os paraguaios:

Haylee Carolina Acevedo Yunis, de 21 anos. Filha de Ronald Acevedo, governador de Amambay, no Paraguai, foi atingida por seis tiros.

Omar Vicente Álvarez Grance, de 32 anos. Conhecido como “Bebeto”, foi atingido por 31 tiros.

E as brasileiras:

Kaline Reinoso de Oliveira, de 22 anos. Natural de Dourados, foi morta com 14 tiros

Rhamye Jamilly Borges de Oliveira, de 18 anos, morta com 10 tiros.

A polícia do paraguai tinha anunciado a morte da brasileira Raphaelli Alves do Nascimento, mas a vítima estava consciente e foi transferida para outro hospital.

Vereador morto a tiros

O vereador Farid Afif (DEM) foi vítima de execução na fronteira entre o Brasil e Paraguai. O vereador passeava de bicicleta em Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, a cidade faz fronteira com Pedro Juan Caballero, onde ocorreram os outros crimes. Segundo a polícia, a morte do vereador não está relacionada às demais.

Policial assassinado

Um policial paraguaio chamado Hugo Ronaldo Acosta (32), foi morto a tiros na noite de terça-feira (12) dentro do carro, o crime também ocorreu na região de fronteira entre Brasil e Paraguai, o crime foi registrado em Pedro Juan Caballero. De acordo com a polícia do estado de Amambay, esse é o segundo policial assassinado no departamento.

 

 

 

Diário do Ribeira / Gazeta SP

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS