23 de outubro de 2021 - 11:25

HomeDESTAQUE DA HORAEm Miracatu: Polícia Ambiental flagra abuso a animais utilizados no transporte ilegal...

Em Miracatu: Polícia Ambiental flagra abuso a animais utilizados no transporte ilegal de palmito-juçara; autuação ultrapassa R$ 1 milhão

Nesta segunda-feira (04), em atendimento a uma ocorrência anônima que se referia a posse ilegal de armas de fogo, em Miracatu, foi iniciado patrulhamento pela Serra da Magnólia, no Bairro Engenho.

Após percurso realizado à pé por um terreno de difícil acesso e sob intensa chuva, a equipe finalmente localizou a propriedade e respectivo denunciado.

 

 

Indagado, ele prontamente se manifestou negando qualquer irregularidade no local e permitindo a vistoria. A divergência na sua declaração logo veio à tona, com a apreensão de diversas munições intactas e deflagradas, além de petrechos utilizados como armadilhas na caça de animais silvestres, encontrados sob uma pia, conforme relacionados abaixo:

-34 cartuchos calibre 20 intactos;
-17 cápsulas calibre 22 intactas;
-01 cápsula calibre 38 deflagrada;
-51 cartuchos calibre 28 intactos;
-75 cartuchos calibre 28 deflagrados;
-07 cartuchos calibre 32 intactos;
-02 cartuchos calibre 32 deflagrados;
-14 cartuchos calibre 12 íntegros;
-23 cartuchos calibre 12 deflagrados;
-06 pios utilizados para atrair animais silvestres;
-03 canhãozinhos artesanais;
-124 espoletas;
-03 frascos de pólvora;
-03 frascos de chumbo.

Diante do contexto, o indivíduo recebeu voz de prisão em flagrante por crime de posse de arma de fogo e munição.

 

 

No momento do retorno da equipe para apresentação da ocorrência, foi identificada a presença de palmiteiros. Ao seguir os vestígios deixados no trajeto, foi possível localizar dois indivíduos acompanhados por 02 adolescentes (16 e 17 anos) utilizando 03 mulas para o transporte de grande carga de palmito-juçara, o equivalente a 413 kg. Os animais demonstravam fadiga, cansaço físico, sinais de falta de alimentação e ferimentos no dorso, decorrente do transporte.

 

 

Ao examinar a carga, foi contatado que os palmitos já estavam pré-beneficiados, cortados e prontos para envasamento, com adição de ácido cítrico e conservante a fim de se evitar a oxidação do produto, procedimento que o torna impróprio para consumo.

 

 

Questionados, um dos indivíduos afirmou que seria proprietário das mulas e que as demais pessoas envolvidas prestariam serviço para ele na extração dos palmitos.

Cabe salientar que os dois adultos já possuíam antecedentes criminais, um por roubo e outro por sequestro e cárcere privado.

Diante dos fatos, todos os envolvidos foram encaminhado para a Delegacia de Miracatu.
Um dos infratores recebeu voz de prisão por porte ilegal de arma de fogo e munição. Ele tinha sob seu poder 02 cartuchos intactos calibre 28.

Sobre as infrações ambientais, incluindo abuso e maus tratos aos animais, todos os envolvidos foram punidos, totalizando em autuação no valor de R$ 1.063.200,00 (um milhão, sessenta e três mil, duzentos reais).

As mulas foram apreendidas e encaminhadas ao órgão competente para exames e tratamentos.

Diário do Ribeira

 

 

 

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS