22 de setembro de 2021 - 12:06

HomeDESTAQUES DO DIASantos perde do Cuiabá e vai despencando na tabela do Brasileirão

Santos perde do Cuiabá e vai despencando na tabela do Brasileirão

Mesmo estreando o reforço Léo Baptistão, o Santos segue com dificuldades na temporada. Jogando na Arena Pantanal, o time de Fernando Diniz foi derrotado pelo Cuiabá por 2 a 1, na noite deste sábado, pela 19ª rodada do Brasileirão, e acumulou a sexta partida sem vitória, por diferentes competições. Foi a terceira derrota seguida da equipe da Vila Belmiro.

O novo tropeço deve aumentar a pressão da torcida sobre o treinador, alvo de muitas críticas após a dura goleada de 4 a 0 sofrida diante do Flamengo, no fim de semana passado. A série recente de resultados ruins inclui a queda nas quartas de final da Copa Sul-Americana e a derrota para o Athletico-PR, na ida das quartas da Copa do Brasil.

Pelo Brasileirão, o Santos agora fica mais perto da zona de rebaixamento do que da briga pelas primeiras posições. Com 22 pontos, caiu para o 13º lugar. Mas soma um jogo a mais que os principais vizinhos na tabela. Ou seja, pode perder mais colocações na sequência das partidas.

Já o Cuiabá, que até então brigava para se afastar da zona de rebaixamento, deu um salto na tabela. Trocou o 15º pelo 9º lugar, agora com 24 pontos.

Sem ainda poder contar com Marinho, Fernando Diniz promoveu a estreia do atacante Léo Baptistão direto como titular. O reforço, regularizado nesta semana, formou dupla de ataque com Marcos Guilherme, enquanto Pirani e Sánchez subiam para engrossar o setor ofensivo.

Mas a postura mais ofensiva do Santos trouxe uma dura consequência logo aos 3 minutos. Aproveitando a disposição mais avançada de todos os santistas, incluindo os defensores, o Cuiabá abriu o placar após lançamento nas costas dos confusos zagueiros e gol de Jonathan Cafu.

O gol precoce mudou todo o cenário da partida. O Cuiabá passou a jogar na retranca, dificultando ainda mais os avanços do Santos, que segue impondo ritmo cadenciado aos seus jogos, com transições lentas. As investidas se resumiam a levantamentos na área. Aos 22, Sánchez cabeceou com perigo, por cima do travessão E, aos 29, Baptistão teve a melhor chance, em bela cabeçada, que exigiu linda defesa de Walter.

A situação do Santos era nada favorável. Tanto que Diniz fez sua primeira mudança logo aos 32. Trocou Jean Mota por Lucas Braga para reforçar o ataque. A opção, além de esvaziar o meio-campo, forçava o time paulista a apostar ainda mais nas jogadas pelas laterais, abdicando da armação pelo meio.

Na beira do gramado, Diniz gritava insistentemente para os laterais levantarem bolas na área, buscando Baptistão. O treinador também pedia por tabelas envolvendo Pará e Felipe Jonathan com os respectivos atacantes que atuavam pelos lados do campo. Sem sucesso, o Santos ainda viu o Cuiabá quase ampliar aos 43, quando Camilo encheu o pé da entrada da área e João Paulo fez ótima defesa.

No segundo tempo, a estratégia do Santos quase rendeu o empate aos 9, quando Pirani recebeu bom passe de Sánchez e carimbou o pé da trave. O gol veio enfim aos 18, no mesmo estilo. Pará cruzou da direita e Pirani, de primeira, mandou para as redes.

O técnico Jorginho demorou, mas fez trocas precisas no Cuiabá, o que alterou o panorama do duelo. Além de passar a se defender melhor, o time da casa encontrou espaços no ataque e criou três chances claras de gol, com direito a bola na trave, aos 31. Os anfitriões estavam mais perto do segundo gol do que os santistas.

E ele veio aos 42 minutos. Clayson acertou belo cruzamento na cabeça de Elton, que não perdoou e garantiu a vitória dos anfitriões.

 

FICHA TÉCNICA:

CUIABÁ 2 x 1 SANTOS

CUIABÁ – Walter; João Lucas, Marllon, Paulão e Uendel; Auremir (Yuri Lima), Camilo (Uillian Correia), Cabrera (Felipe Marques); Clayson, Jenison (Elton) e Jonathan Cafu (Guilherme Pato). Técnico: Jorginho

SANTOS – João Paulo; Pará, Robson Reis (Danilo Boza), Wagner Leonardo e Felipe Jonatan (Moraes); Camacho (Ivonei), Carlos Sánchez, Jean Mota (Lucas Braga) e Gabriel Pirani; Léo Baptistão (Marcos Leonardo) e Marcos Guilherme. Técnico: Fernando Diniz

 

GOLS – Jonathan Cafu, aos 3 minutos do primeiro tempo. Pirani, aos 18, e Elton, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Camilo, Marcos Guilherme, Yuri Lima, Elton.

ÁRBITRO – Bruno Arleu de Araújo (RJ).

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Arena Pantanal, em Cuiabá (MT).

 

Diário do Ribeira/Gazeta SP

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS