- Propaganda -spot_img
16 de junho de 2021 - 19:50

HomeDESTAQUES DO DIAPalmeiras não resiste à maratona insana e perde invencibilidade na Libertadores

Palmeiras não resiste à maratona insana e perde invencibilidade na Libertadores

- Propaganda -spot_img

A maratona de jogos a qual o Palmeiras tem sido submetido desde a temporada passada custou ao time nesta terça-feira (18) a invencibilidade na Libertadores. No Allianz Parque, a equipe perdeu do Defensa y Justicia (ARG) por 4 a 3, em partida válida pela quinta rodada da fase de grupos.

O time brasileiro chegou a buscar o empate três vezes, com gols de Zé Rafael, Willian e Gustavo Scarpa, mas levou um gol aos 48 minutos da etapa final, de Braian Romero.

Líder do Grupo A, com 12 pontos, o Palmeiras já entrou em campo classificado às oitavas de final e com a liderança da chave assegurada, pois vinha de quatro vitórias. O Defensa é o segundo, com oito.

Foi o 13º jogo do time de Abel Ferreira nesta temporada, todos em um intervalo de 28 dias, o que dá uma média de um compromisso a cada 48 horas.

Isso depois de um 2020 estendido até este ano devido à pandemia de Covid-19, quando a equipe disputou 77 duelos oficiais o máximo de jogos que um clube brasileiro poderia alcançar e conquistou o título em três dos cincos torneios que participou: Paulista, Copa do Brasil e Libertadores.

Devido à sequência insana, a comissão técnica deu prioridade ao torneio continental até quarta rodada, quando o Palmeiras derrotou o Independiente del Valle (EQU) por 1 a 0, no Equador.

Enquanto isso, no Paulista, o time foi a campo com formações alternativas até as quartas de final, fase na qual superou o Red Bull Bragantino.

Com a situação tranquila na Libertadores, Abel passou a dar prioridade ao Estadual. Depois de escalar os titulares na semifinal contra o Corinthians, quando venceu por 2 a 0, poupou seus principais jogadores no duelo desta terça com o Defensa já pensando nas finais do Paulista com o São Paulo, quinta (20) e domingo (23).

Foi assim que surgiu a oportunidade para o jovem zagueiro Vanderlan, 18, formado na base alviverde, fazer a estreia dele na Libertadores. O jovem, contudo, acabou expulso aos 44 mimutos da segunda etapa.

Abel também resolveu improvisar Lucas Lima na ala direita, já que Mayke foi poupado e Marcos Rocha está machucado.

Justamente pelo lado direito, setor em que Zé Rafael também tinha a obrigação de cobrir os espaços, os argentinos encontraram mais brechas para atacar, sobretudo com Walter Bou, autor de dois gols, ambos no primeiro tempo, aos 9 e aos 26 minutos.

Ainda no primeiro tempo, Zé Rafael, aos 10, e Willian, aos 34, empataram a partida. Na etapa final, Matías Rodríguez voltou a colocar os visitantes à frente, aos 6. Gustavo Scarpa chegou a igualar o placar novamente, aos 29, mas Braian Romero deu números finais à partida, com um gols aos 48 minutos.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 3 X 4 DEFENSA Y JUSTICIA

PALMEIRAS – Jaílson; Danilo Barbosa, Luan e Vanderlan; Lucas Lima, Danilo, Zé Rafael (Gabriel Menino), Gustavo Scarpa e Matías Viña; Wesley (Giovani) e Willian. Técnico: Abel Ferreira.

DEFENSA Y JUSTICIA – Unsain; Frías, Juan Rodríguez (Meza) e Brítez; Matíaz Rodríguez, Loaiza (Hachen), Fernández, Rotondi e Tripichio; Brian Romero e Walter Bou (Escalante). Técnico Sebástian Beccacece.

GOLS – Walter Bou, aos 10 e aos 27, Zé Rafael, aos 12 e WilliaN, aos 34 minutos do primeiro tempo; Matíaz Rodríguez, aos 6, Gustavo Scarpa, aos 29, e Brian Romero, aos 48 minutos do segundo Tempo.

ÁRBITRO – Andres Cunha (Uruguai).

CARTÕES AMARELOS – Frías, Matíaz Rodríguez, Tripichio, Gustavo Scarpa, Luan, Brítez, Vanderlan e Brian Romero.

CARTÃO VERMELHO – Vanderlan.

LOCAL – Allianz Parque.

 

 

 

Diário do Ribeira / Gazeta SP

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Propaganda -spot_img