- Propaganda -spot_img
16 de junho de 2021 - 20:08

HomeESTADOSP tem 791 mortes em dia de anúncio de flexibilização da quarentena

SP tem 791 mortes em dia de anúncio de flexibilização da quarentena

- Propaganda -spot_img

No mesmo dia em que o Governo de São Paulo anunciou o aumento da flexibilização da quarentena, com a criação da fase de transição, o Estado registrou nesta sexta-feira 87.326 mortes e 2.722.077 casos da Covid-19 desde o início da pandemia. O número representa 791 vítimas fatais a mais em relação ao dia anterior.

A quantidade de mortes nas últimas 24 horas não significa que, necessariamente, essas pessoas morreram nesse período, mas que houve o registro do óbito pelo governo do Estado.

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, a ocupação de leitos de UTI dedicados à doença é de 85% no Estado e de 83,3% na Grande São Paulo.

Macaque in the trees
Dados sexta-feira (16)

Fase emergencial

Governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (16) que o Estado entrará em uma fase de transição do Plano São Paulo. A decisão prevê a reabertura do comércio e a liberação da realização de missas e cultos religiosos já a partir deste domingo (18).

Durante a entrevista coletiva, o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM) antecipou ainda que a fase de transição terá uma nova etapa a partir do dia 24, com a reabertura de restaurantes, salões de beleza e academias. O funcionamento de bares segue proibido. Para todas as flexibilizações, vale a ocupação máxima de 25% dos estabelecimentos.

A partir deste domingo, até o dia 23, o comércio vai poder funcionar das 11h às 19h. Do dia 24 adiante vai ser permitida a reabertura de restaurantes, salões de beleza e atividades culturais, também das 11h às 19h. Por sua vez, as academias poderão receber os clientes das 7h às 11h e das 15h às 19h.

Permanece o toque de recolher das 20h às 5h em todo o Estado. A próxima atualização do Plano São Paulo está marcada para o dia 30 de abril.

“O que estamos fazendo no meio de uma pandemia, que é uma guerra sanitária, é avaliar a situação de hoje, prever a situação dos próximos dias, e procurar com muita segurança, se é que é possível, dar passos adiante”, disse Rodrigo Garcia (DEM) durante o anúncio.

Pelas redes sociais, o governador João Doria (PSDB) falou de números e sobre a pretensa segurança da medida. “Serão duas semanas com retorno gradual e seguro das atividades econômicas em SP. Os números mostram que estamos no caminho certo. Tivemos essa semana a maior desaceleração do ano de pacientes internados em UTI””.

O que muda a partir de domingo (18):
– comércio pode funcionar das 11h às 19h, com limite de 25% de ocupação do local;
– missas e cultos podem ser realizados, com regras sanitárias.

O que muda a partir de 24 de abril:
– liberação de restaurantes e similares, salões de beleza e atividades culturais, das 11h às 19h e com limite de 25% da ocupação;
– academias das 7h às 11h e das 15h às 19h, também com ocupação de 25%.

 

 

 

 

Diário do Ribeira / Gazeta SP

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Propaganda -spot_img