14 de abril de 2024 - 04:43

HomeDESTAQUES DO DIACorinthians faz 2 a 0 no fim e elimina Remo nos pênaltis...

Corinthians faz 2 a 0 no fim e elimina Remo nos pênaltis da Copa do Brasil

Empurrado por quase 40 mil torcedores em Itaquera, o Corinthians venceu o Remo por 2 a 0 e, após decisão nos pênaltis, avançou às oitavas de final da Copa do Brasil em um jogo eletrizante ocorrido na noite desta quarta-feira (26).

O primeiro tempo começou com um Corinthians elétrico e amassando o Remo: antes dos cinco minutos, Adson abriu o placar e Róger Guedes acertou o travessão adversário. Os mandantes controlaram o ritmo até o intervalo, mas não ampliaram.

Na metade final, os paulistas sofreram, mas furaram a retranca rival já nos acréscimos com Róger Guedes. O camisa 10 aproveitou cruzamento de Fagner, estufou as redes e levou a decisão para os pênaltis.

Nas cobranças, melhor para o Corinthians, que viu Cássio brilhar novamente e tornar-se o maior pegador de pênaltis da história do clube.

O Corinthians tem um duro compromisso pela frente: a equipe encara, no sábado (29), o Palmeiras no Allianz Parque; o jogo é válido pelo Campeonato Brasileiro. O Remo, por outro lado, retoma o foco para a semifinal do Campeonato Paraense, que também ocorre no fim de semana.

O JOGO

O Corinthians iniciou o duelo empurrado pela loucura de sua torcida. E demorou menos de dois minutos para abrir o placar. Adson roubou a bola na defesa, tabelou com Yuri Alberto e partiu em velocidade pela ponta direita. O camisa 28 invadiu a área, balançou as redes de Vinícius e ferveu a Neo Química Arena:

1 a 0.

O gol agitou de vez o estádio em Itaquera e, por pouco, o segundo gol não saiu aos cinco minutos. Gil, já no campo de ataque, alçou bola na área e viu Róger Guedes cabecear firme para o gol -a bola, caprichosamente, carimbou o travessão dos visitantes.

Depois da blitz inicial, o time de Cuca seguiu atacando, mas viu os paraenses assustarem com Muriqui, que quase surpreendeu Cássio após cruzamento da direita. Fausto respondeu logo depois, mas errou o alvo em chute de longe. Até o intervalo, os mandantes ainda usaram e abusaram, sem sucesso, da bola alta.

Matheus Bidu e Matheus Araújo voltaram para o segundo tempo nos lugares de Fábio Santos e Giuliano na equipe paulista -que até voltou a ameaçar o gol de Vinícius com Yuri Alberto e Róger Guedes, mas pecou na hora da finalização.

Inimigo do Corinthians, o tempo passou e gerou nervosismo em um time previsível que precisava furar a retranca: erros de passe, por exemplo, tornaram-se comuns e geraram ao menos três contra-ataques ao Remo. Jean Silva, em chute de fora da área, quase complicou de vez o cenário.

Os paulistas se lançaram de vez ao ataque -mesmo com Fagner, lesionado, atuando no sacrifício. Foi o lateral, aliás, que iniciou a jogada que levou o jogo aos pênaltis já na casa dos 48 minutos. No capricho, o camisa 23 lançou a bola e Róger Guedes, letal, cabeceou para o fundo do gol pouco antes do apito final.

DECISÃO NOS PÊNALTIS

Ícaro começou a série e marcou para o Remo, assim como Yuri Alberto para o Corinthians. Cássio cresceu, defendeu a cobrança de Leonan e tornou-se o maior pegador da história do clube -ultrapassando Ronaldo. Maycon fez o 2 a 1, mas viu Anderson Uchôa converter. Fausto Vera deslocou Vinícius e aumentou para 3 a 2.

Muriqui não desperdiçou seu chute, e Matheus Bidu recolocou o Corinthians na frente. Claudinei ainda fez para o Remo, mas Guedes balançou as redes e colocou os mandantes na próxima fase.

Estádio: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli da Silva (MG)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO) e Marcyano da Silva Vicente (MG)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Cartões amarelos: Roni, Adson, Matheus Bidu, Barletta (COR); Richard Franco (REM)
Público: 39.638 pessoas
Renda: R$ 2.412.267,50
Gols: Adson (COR), ao 1° min do 1° tempo; Róger Guedes (COR), aos 48 min do 2° tempo

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Bruno Méndez (Murillo), Gil e Fábio Santos (Matheus Bidu); Roni (Maycon), Fausto Vera, Giuliano (Matheus Araújo) e Adson (Paulinho); Róger Guedes e Yuri Alberto. T.: Cuca

REMO

Vinícius; Lucas Mendes (Diego Ivo), Ícaro, Diego Guerra e Leonan; Anderson Uchôa, Richard Franco (Diego Tavares), Galdezani (Claudinei) e Pablo Roberto (Paulinho Curuá); Pedro Vitor (Jean Silva) e Muriqui. T.: Marcelo Cabo

Diário do Ribeira / Gazeta SP

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS