17 de abril de 2024 - 19:10

HomeDESTAQUES DO DIATarcísio passará por cirurgia para retirada de cálculo renal em Londres

Tarcísio passará por cirurgia para retirada de cálculo renal em Londres

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), segue internado depois de interromper nesta segunda-feira (27) os compromissos da missão internacional em Londres, devido a uma crise renal. O governador passou a noite no hospital.

No início da tarde, ele passará por um procedimento para a retirada de um cálculo renal.

Nesta segunda, Tarcísio sentiu fortes dores e, ainda no hotel, foi atendido por um médico da embaixada brasileira, sendo levado a um hospital no final da manhã.

Em Londres, o governador está sendo representado na agenda de compromissos pelo secretário de Negócios Internacionais, Lucas Ferraz.

O objetivo da missão é o de atrair investimentos e apresentar o pacote de projetos do Programa de Iniciativa Privada. A gestão apresentou, em fevereiro, com mais de dez projetos de concessões e parcerias com a iniciativa privada, a maioria na área de transportes.

O plano inclui a transferência da sede administrativa do governo, atualmente no Morumbi (zona oeste), para os Campos Elíseos, no centro da capital paulista. Foram citadas ainda a privatização da Emae (Empresa Metropolitana de Água e Energia) e da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico) -esta em até dois anos.

O pacote também inclui obras prometidas há décadas, como a conclusão do trecho norte do Rodoanel e o trem intercidades para ligar a capital a cidades como Campinas, Sorocaba, São José dos Campos e Santos.
Além disso, estão previstas a criação de novas linhas de trem e metrô e um túnel para facilitar a travessia entre Santos e Guarujá.

Lucas Ferraz representará o governador nos encontros programados nesta terça (28) em Londres e na quarta (29) em Madrid, na Espanha.

O governador soube por telefone do ataque na Escola Estadual Thomazia Montoro, na zona oeste da capital paulista, 20 minutos após um adolescente atingir professores e alunos a facadas.
Nesta segunda, antes da crise renal, o governador usou as redes sociais para se manifestar sobre o episódio na escola Thomazia Montoro. No local, um aluno de 13 anos matou a facadas uma professora, além de ferir outras três e dois alunos.

“Não tenho palavras para expressar a minha tristeza com a notícia do ataque a alunos e professores da escola estadual Thomazia Montoro. O adolescente de 13 anos já foi apreendido, e nossos esforços estão concentrados em socorrer os feridos e acolher os familiares”, escreveu o governador.
Depois, ele voltou ao Twitter para lamentar a morte da Elisabete Tenreiro.

Diário do Ribeira / Gazeta SP

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS