14 de abril de 2024 - 05:57

HomeDESTAQUES DO DIAGrandes fora da Copa do Brasil 2024? Entenda regulamento de classificação

Grandes fora da Copa do Brasil 2024? Entenda regulamento de classificação

A principal copa do País, e também a competição que rende mais dinheiro no futebol nacional, a tradicional Copa do Brasil teve seu modelo de classificação alterado para as edições a partir de 2024. Muitos fãs de futebol se mostraram confusos com as chances de sua equipe do coração acabar de fora do torneio, e a Gazeta explica como funciona o novo método adotado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Em São Paulo, por exemplo, dos quatro grandes, só o Palmeiras já garantiu sua presença na edição do ano que vem, via Paulistão. Tanto o Santos, eliminado na fase de grupos, quanto São Paulo e Corinthians, eliminados nas quartas de final do estadual, não têm vaga assegurada. Pelo novo regulamento, o Estado garante seis classificações, sendo cinco via Paulistão e uma via Copa Paulista.

Quem se classificou via Paulistão?

Os cinco já assegurados na Copa do Brasil de 2024 via torneio estadual de São Paulo são: Palmeiras, Bragantino, Ituano e Água Santa (os quatro semifinalistas) e o São Bernardo (quinta melhor campanha)

Como os três grandes paulistas restantes podem garantir a vaga?

Para o caso de Corinthians, São Paulo e Santos, a classificação segue sendo possível nos seguintes casos:

São Paulo – Precisa vencer a Copa Sul-Americana, ou a Copa do Brasil 2023, ou a Copa Paulista (torneio que geralmente apenas equipes sem divisão nacional se inscrevem para disputar) ou garantir classificação para a Libertadores pelo Brasileirão.

Caso não consiga atingir nenhuma dessas metas, ainda garante classificação caso Palmeiras ou Bragantino garantam vaga na Libertadores pelo Brasileirão. Qualquer uma das duas equipes assegurando sua vaga na Libertadores ganham também o direito nacional a disputarem a copa nacional no ano seguinte, abrindo assim a vaga estadual para o sexto melhor time do Paulistão: o Tricolor Paulista.

Corinthians – Precisa vencer a Copa Libertadores, ou a Copa do Brasil 2023, ou a Copa Paulista (torneio que geralmente apenas equipes sem divisão nacional se inscrevem para disputar) ou garantir classificação para a Libertadores pelo Brasileirão.

Caso não consiga atingir nenhuma dessas metas, ainda garante classificação caso Palmeiras e Bragantino garantam vagas na Libertadores pelo Brasileirão. Com as duas equipes assegurando suas vagas na Libertadores ganham também o direito nacional a disputarem a copa nacional no ano seguinte, abrindo assim a vaga estadual para o sexto melhor time do Paulistão  (São Paulo) e também para o sétimo colocado: Corinthians.

Santos –  Precisa vencer a Copa Sul-Americana, ou a Copa do Brasil 2023, ou a Copa Paulista (torneio que geralmente apenas equipes sem divisão nacional se inscrevem para disputar) ou garantir classificação para a Libertadores pelo Brasileirão.

Eliminado ainda na fase de grupos do Paulista, o Santos não poderá se beneficiar de nenhuma classificação de um rival paulista à Liberta via Campeonato Brasileiro – como é possível para São Paulo e Corinthians.

Outros times da Série A de fora

Fora das semis do Carioca 2023, o Botafogo disputa a Taça-Rio (competição para os times da quinta à oitava posição na Guanabara) e garante vaga na Copa do Brasil 2024 caso conquiste o torneio. Os quatro times que avançaram para a decisão do Cariocão – Flamengo, Fluminense, Vasco e Volta Redonda, já garantiram vaga. Além da Taça-Rio, o Fogão terá assim como Santos e São Paulo, a chance de garantir essa vaga em caso de conquistas das copas do Brasil ou Sul-Americana, ou garantir presença na próxima Libertadores via Brasileirão.

Entenda o regulamento do Campeonato Carioca 2023 clicando aqui.

Os outros dois clubes da Série A ainda sem vaga garantida na Copa do Brasil do próximo ano são Fortaleza e Cuiabá. A situação de ambos, porém, está mais simples que a dos citados acima.

Fortaleza se garante na competição caso segue na final do Campeonato Cearense. No primeiro confronto da semifinal, a equipe do treinador Juan Pablo Vojvoda empatou com o Ferroviário em 1 a 1. Duas vagas são dadas pelo Estadual, e a terceira é pela Taça Fares Lopes, torneio que o Leão do Pici não disputa.

Cuiabá tem situação semelhante. Após uma primeira fase no Mato-Grossense perfeita com 100% de aproveitamento, o Dourado precisa apenas chegar à final do campeonato estadual. O adversário na semifinal sairá do confronto entre Luverdense e Dom Bosco. A terceira vaga do estado é via Copa FMF.

Para todos os times da Série A, há uma última esperança aso a CBF não preencha as 12 vagas, elas serão distribuídas aos melhores times da divisão de elite nacional que não conseguiram vaga na Libertadores. Porém é incerto se sobrará alguma vaga de fato e em qual posição na tabela o clube teria que chegar para atingir esse requisito.

Qual foi a mudança?

Não haverá mais vagas para os 10 primeiros colocados do Ranking Nacional de Clubes da CBF, como vinha sendo feito há alguns anos. Com essa antiga regra, os grandes nacionais asseguravam sua presença no torneio, já que caso algum time do top-10 já garantisse a vaga por outro meio, a vaga iria para o próximo colocado no ranking.

A entidade máxima do futebol brasileiro passará a utilizar a partir de 2024 o Ranking Nacional de Federações para a definição de quantas vagas cada uma terá direito a distribuir nas suas competições estaduais.

São Paulo e Rio de Janeiro, os dois melhores colocados no Ranking Nacional de Federações, terão direito a seis vagas cada um, devendo sair das competições estaduais. Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná, a cinco cada; Ceará, Goiás, Santa Catarina, Bahia, Pernambuco, Alagoas, Mato Grosso, Pará e Maranhão, a três cada; enquanto os demais estados a somente duas.

A Copa do Brasil de 2024 seguirá assegurando 12 vagas além das via estaduais para os clubes classificados para a Conmebol Libertadores, os campeões da Copa do Nordeste, Copa Verde e Série B do Campeonato Brasileiro. Estas equipes permanecerão ingressando na competição somente na terceira fase.

Diário do Ribeira / Gazeta SP

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS