17 de abril de 2024 - 19:56

HomeDESTAQUES DO DIACurso do Sesc Registro vai implantar hortas comunitárias

Curso do Sesc Registro vai implantar hortas comunitárias

O Sesc Registro realiza o curso “Territórios Educadores: Tecnologias Sociais e Ancestrais” a partir da última semana de março, prosseguindo até o mês de julho com programação que dialoga sobre tecnologias sociais e ações comunitárias, agricultura urbana, técnicas de cultivo de alimentos agroecológicos em hortas comunitárias, produção e replicação de sementes e mudas e compostagem. Também serão compartilhados os saberes ancestrais e tradicionais de comunidades quilombolas e indígenas do Vale do Ribeira. O curso é gratuito e acontece no período de 25 de março a 22 de julho.

São parceiros da iniciativa o Instituto Federal (IFSP-Registro), Instituto Socioambiental, Unesp (Campus Registro) e Prefeitura Municipal de Registro, por meio das Secretarias Municipais de Desenvolvimento Agrário e Meio Ambiente, Educação, e de Assistência, Desenvolvimento Social e Economia Solidária.

O curso é composto por dois encontros no Sesc Registro (na abertura e no encerramento das atividades) e oficinas quinzenais que serão realizadas em dois locais da cidade de Registro: no CRAS Bloco B e na Escola Municipal Profa. Olga Clivatti Rodrigues, no Jardim São Paulo. As inscrições podem ser feitas através do e-mail: rafaela.aguilar@sescsp.org.br

Rafaela Aguilar é agente de educação ambiental do Sesc Registro e coordenadora do curso. Ela explica que a ação faz parte do “Territórios do Comum”, projeto que acontece a cada dois anos em algumas unidades do Sesc São Paulo e que une as áreas de Educação para Acessibilidade, Educação para a Sustentabilidade e Valorização Social. “A ideia desse projeto é contribuir com o processo de cidadania, desenvolvimento local e de articulação e valorização de iniciativas sociais”.

O objetivo da iniciativa, continua a coordenadora, é propiciar ao público mais conhecimento sobre Tecnologias Sociais e Ancestrais e também construir junto com as comunidades o passo a passo para implantar hortas comunitárias com ênfase na agroecologia, um modelo de agricultura que combina a produção de alimentos saudáveis com o respeito à natureza. “As hortas comunitárias são espaços educadores e de convívio social, de trabalho voluntário e solidário, além de serem uma fonte de produção de alimentos saudáveis e que geram possibilidades de geração de renda e diversos outros benefícios”.

Abertura traz saberes tradicionais e outras ações comunitárias

O encontro de abertura será realizado no dia 25 de março (sábado), com a apresentação de dois temas. Às 14h, representantes do Quilombo São Pedro (Eldorado) e da Aldeia Arandu (Itariri) vão dialogar com o público sobre Tecnologias Ancestrais e os Saberes nos Territórios Tradicionais, os modos de vida tradicionais e como as comunidades se relacionam com a agricultura e mantêm a floresta em pé. A mediação da conversa será feita por integrante do Instituto Socioambiental (ISA).

Em seguida, às 16h30, começa o bate-papo sobre Tecnologias Sociais e Ações Comunitárias entre representantes da AgroFavela Refazenda (G10 Favelas), iniciativa que implantou uma horta comunitária em Paraisópolis, na cidade de SP, e atua com capacitação de mulheres em “fazendas urbanas”; e com representantes da Heborá, empresa que trabalha com produtos das abelhas sem ferrão e desenvolve trabalhos com mulheres do campo. A mediação será de Antônio Celso, educador do Sesc SP.

O encontro do dia 25 de março é aberto ao público, mas as vagas são limitadas. É necessário retirar senhas com 30 minutos de antecedência. Haverá tradução em Libras.

Oficinas para implantar as hortas

Quinzenalmente, tanto no CRAS Bloco B como na Escola Municipal Profa. Olga Clivatti Rodrigues, em Registro, serão realizados os encontros de apresentação dos temas e ações práticas visando a implantação das hortas comunitárias nos locais.

As oficinas vão tratar de diversos temas, entre eles: horta escolar como espaço educador, acessibilidade em hortas comunitárias, agricultura urbana e agrofloresta, produção de sementes e mudas e compostagem. Também haverá oficinas específicas para orientar os participantes sobre o passo a passo para implantar as Hortas Agroecológicas Acessíveis nos dois locais. As atividades serão coordenadas por Pedro Baiano (Barra do Turvo), Fubá-Educação Ambiental e Criatividade, Quilombo Nhunguara (Iporanga), Profa. Dra. Alcivânia de Melo e Silva (Unesp Registro) e Rafael Guimarães (Preservalle).

Encontro de encerramento discute Economia Solidária

Para finalizar o curso, o Sesc Registro sedia no dia 22 de julho o encontro Economia Solidária: por uma soberania alimentar nos territórios, com a participação de integrantes da Academia Carolinas e da CooperCentral do Vale do Ribeira. A mediação do diálogo será feita pelo Instituto Kairós. Serão debatidas experiências com economia solidária, comércio justo e solidário e cadeias curtas de comercialização, entre outros assuntos.

Serviço:
Programação Sesc Registro
Curso: Territórios Educadores: Tecnologias Sociais e Ancestrais
De 25 de março a 22 de julho
Inscrições pelo e-mail: rafaela.aguilar@sescsp.org.br

Encontro de Abertura
Data: 25 de março
Local: Sesc Registro
Retirada de senha com 30 min de antecedência
Evento acessível em Libras
14h: Tecnologias ancestrais e os saberes nos territórios tradicionais
Com Quilombo São Pedro, Tekoa Arandu e mediação do Instituto Socioambiental.
16h30: Tecnologias sociais e ações comunitárias
Com AgroFavela, Heborá e mediação de Antonio Celso, educador do Sesc SP.

Diário do Ribeira 

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS