16 de agosto de 2022 - 21:58

HomeDESTAQUES DO DIAFriozinho vai continuar? Veja previsão do tempo para o mês de julho...

Friozinho vai continuar? Veja previsão do tempo para o mês de julho em São Paulo

A chegada do inverno no último dia 21 quebrou a predominância de um calor considerado atípico no estado de São Pauloe fez com que as temperaturas chegassem à mínima de 11°C, como ocorreu na madrugada desta sexta-feira (1°) na Capital. Segundo os meteorologistas essa deve ser a cara da estação no território paulista: dias relativamente quentes, mas com possibilidades de interferência de massas de ar polares e madrugadas frias.

Apesar da previsão, não devem ocorrer quedas drásticas de temperaturas como aconteceu no início do mês passado, com termômetros chegando a quase zero grau de temperatura mínima na cidade de São Paulo. De acordo com o site “Accuweather.com”, o Estado deve ter média de temperatura máxima em 24°C e mínima na casa dos 12°C. Veja no gráfico abaixo:

Média de temperatura máxima e mínima previstas para o estado de SP no mês de julho. Imagem: “Accuweather.com”

Apesar de as temperaturas se manterem estáveis, Há previsão de duas ondas de frio para este inverno no Estado, segundo o site “Climatempo”. Ambas devem ocorrer na segunda quinzena do mês, de acordo com o portal.

As frentes frias vão passar de forma oceânica pela região sudeste. Neste cenário, há risco maior de chuva forte no litoral paulista, onde o acumulado deve ficar pouco acima da média. No interior praticamente não haverá precipitação, como é comum nessa época. Contudo, há condições da precipitação se concentrar mais na segunda quinzena de julho, e ajudar nas chuvas levemente acima da média.

Mesmo com essa previsão de chuvas, o Climatempo ressalta que a climatologia da chuva de julho é baixa em São Paulo e em outros estados do sudeste e mesmo sendo um acumulado baixo, poderá passar ligeiramente da média.

Em resumo, de acordo com os meteorologistas, as temperaturas devem se manter relativamente baixas, como é típico da estação, mas não devem cair significantemente como os períodos de frio intenso observados no início de junho.

 

Diário do Ribeira / Gazeta SP

 

 

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS