16 de agosto de 2022 - 21:55

HomeESPORTESRóger Guedes perde pênalti, e Corinthians decide vaga com Boca na Argentina

Róger Guedes perde pênalti, e Corinthians decide vaga com Boca na Argentina

O Corinthians não conseguiu abrir vantagem nas oitavas de final da Copa Libertadores. No primeiro jogo do mata-mata com o Boca Juniors, disputado na Neo Química Arena, o time alvinegro desperdiçou um pênalti com Róger Guedes ainda no primeiro tempo e ficou no 0 a 0 com os argentinos. Agora, o Alvinegro decide na Bombonera, na próxima terça (5), seu destino na principal competição de clubes da América do Sul.

Com oito desfalques, cinco deles no meio de campo (Renato Augusto, Du Queiroz, Paulinho, Maycon e Cantillo), o Corinthians teve uma formação alternativa para encarar o Boca Juniors. O clube paulista não conseguiu se impor em casa, criou pouco e ainda perdeu um pênalti. Na etapa final, o Boca foi superior na partida, fez o goleiro Cássio trabalhar e conseguiu levar o empate para a Argentina.

Os 20 primeiros minutos de partida na Neo Química Arena não foram de bom futebol tanto pelo lado do Corinthians como pelo Boca Juniors. Os argentinos não deram espaços para Giuliano, Roni e Willian articularem a saída de bola e o jogo ficou amarrado no meio de campo. O clube brasileiro não conseguia sair da marcação e os xeneizes também não chegavam ao gol defendido por Cássio.

Na parte final do primeiro tempo, o Corinthians criou jogada pelo lado esquerdo do ataque com Lucas Piton e a bola chegou em Gustavo Mantuan. O cria do terrão disputou bola com Marco Rojo, que abriu demais o braço e acertou o rosto do camisa 31 do Corinthians. O árbitro chileno Roberto Tobar marcou pênalti, mas na cobrança Róger Guedes parou nas mãos de Rossi.

Com a defesa do pênalti, o Boca ganhou confiança na partida e se lançou ao ataque. Em um rápido contra-ataque pelo lado esquerdo, a bola chegou pelo alto para Benedetto praticamente na pequena área cabecear forte e no alto. O goleiro Cássio se esticou todo e fez uma defesa de altíssimo grau de dificuldade para manter o placar no 0x0.

Peça importantíssima no esquema tático do Corinthians, o lateral Fagner caiu no gramado justamente no lance seguinte e reclamou de dores à comissão técnica. O português Vítor Pereira mandou João Pedro e Bruno Méndez ao aquecimento e, na volta do intervalo, colocou o uruguaio em campo após o departamento médico vetar o retorno de Fagner ao jogo.

O reinício de partida foi marcado pelo domínio argentino no meio de campo e também no controle da posse da bola. O Boca subiu as linhas de marcação e adiantou seus laterais, deixando Lucas Piton e Bruno Méndez presos na marcação. O Corinthians não conseguiu encontrar os contra-ataques e, por 15 minutos, ficou sufocado na pressão adversária.

Em um ataque rápido pelo lado direito com Villa e Benedetto, o Boca chegou à entrada da área corintiana e tentou jogar a bola na área. O uruguaio Bruno Méndez interceptou o lance e os argentinos reclamaram de toque no braço. Todos os dez jogadores de linha se dirigiram ao árbitro cobrando a marcação do pênalti, porém após checagem no VAR não foi constatada infração na jogada.

O melhor momento do Corinthians no segundo tempo aconteceu após tabela entre Gustavo Mantuan e Roni pelo lado direito do ataque. O camisa 31 do clube alvinegro entrou na área, ganhou vantagem contra seu defensor e rolou para Adson na entrada da pequena área chutar de primeira. A finalização, no entanto, saiu errada e a bola foi para a linha de fundo.

Depois de dividida limpa no meio de campo, o meia Willian foi ao chão e pediu atendimento médico. O jogador deslocou o ombro, ficou mais de três minutos para conseguir se levantar, ainda tentou permanecer em campo, mas acabou substituído por Fábio Santos nos minutos finais. O jogador será reavaliado para saber se tem condições de disputar o jogo de volta.

O Corinthians volta a campo no próximo sábado (2), às 16h30 (de Brasília), para medir forças com o Fluminense pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida acontece no Maracanã.

CORINTHIANS
Cássio; Fagner (Bruno Méndez), João Victor, Raul Gustavo e Lucas Piton; Roni, Giuliano e Adson (João Pedro); Willian (Fábio Santos), Mantuan e Róger Guedes (Júnior Moraes). T.: Vítor Pereira.

BOCA JUNIORS
Agustín Rossi; Luis Advíncula, Carlos Izquierdoz, Marcos Rojo, Agustín Sandez; Pol Fernandez, Alan Varela, Oscar Romero (Campuzano); Exequiel Zeballos (Ramirez), Darío Benedetto e Sebastián Villa. T.: Sebastian Battaglia.

Estádio: Neo Química Arena, em São Paulo (BRA)
Horario: 21h30 (de Brasília) desta terça (28)
Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
VAR: Juan Soto (VEN)
Cartões amarelos: Roni, João Victor e Lucas Piton (Corinthians); Alan Varela, Rojo e Villa (Boca Juniors)

 

Diário do Ribeira / Gazeta SP

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS