5 de julho de 2022 - 01:32

HomeESPORTESSantos busca empate com um a menos e aumenta pressão sobre o...

Santos busca empate com um a menos e aumenta pressão sobre o Atlético-MG

Pressionado pela derrota para o Fluminense, por 5 a 3, no jogo anterior, o Atlético-MG precisava dar uma resposta a seu torcedor. Chance para isso não faltou diante do Santos, já que o Galo vencia o jogo e tinha um jogador a mais. No entanto, mais uma vez faltou futebol para o time mineiro, que cedeu o empate por 1 a 1 ao adversário paulista, neste sábado (11), com gols de Savinho e Rwan Seco. A igualdade no confronto válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Mineirão, aumenta bastante a pressão sobre o técnico Turco Mohamed.

O começo de jogo do Atlético até foi animador, mas o time foi perdendo rendimento e viu o Santos criar as chances mais claras de gol. A expulsão de Lucas Pires, no começo do segundo tempo, era a tranquilidade que o time da casa precisava. Mas o Galo não aproveitou e viu o Peixe busca o empate mesmo com um a menos.
Pelas circunstâncias, o empate não pode ser considerado ruim para o Santos, mesmo que siga mais próximo da zona de rebaixamento do que do G6. Já o Atlético completa três jogos sem vitórias e vê os líderes Corinthians e Palmeiras abrirem distância na corrida pelo título.

QUEM FOI BEM: RWAN SECO

O meia do Santos gastou a bola no Mineirão. Além do gol que garantiu o empate, Rwan foi quem mais levou perigo ao gol defendido por Everson, tanto que acertou a trave pouco antes de empatar a partida.

QUEM FOI MAL: ANGULO

O atacante equatoriano do Santos ficou em campo enquanto cada equipe tinha 11 jogadores, mas não foi capaz de incomodar a defesa do Atlético. Pouco acrescentou e, por isso, foi o escolhido para deixar o jogo na alteração em que Fabián Bustos recompôs a defesa, depois da expulsão de Lucas Pires.

O JOGO DO ATLÉTICO-MG

Depois de deixar uma impressão muito ruim na derrota para o Fluminense, o Galo começou com tudo diante do Santos. Pressão para roubar a bola no campo de ataque, que não permitia a equipe visitante jogar, velocidade e muita movimentação ofensiva. O resultado do bom começo foi o gol logo aos cinco minutos. Mas o Atlético não manteve o ímpeto e viu o Peixe crescer no jogo. Nem com um jogador a mais o time conseguiu segurar o resultado.

O JOGO DO SANTOS

Um pouco mais de sorte nas finalizações e o Santos poderia deixar o Mineirão com um resultado melhor. O começo de jogo não foi nada bom, mas aos poucos o time de Fabián Bustos foi equilibrando as ações com o Atlético e criou boas chances. Foram duas tentativas que pararam na trave e outras duas boas defesas de Everson. Após a expulsão de Lucas Pires, o Santos foi obrigado a mudar a postura em campo, mas não deixou de atacar. Buscou o empate e esteve mais perto de virar do que de levar o segundo gol.

TURCO SURPREENDE COM SAVINHO

Já vendido para o Grupo City e com destino ao PSV, da Holanda, o atacante Savinho vive os últimos dias de Cidade do Galo. O atacante de 18 anos ganhou espaço com o técnico Turco Mohamed nas últimas semanas e foi escolhido para começar como titular diante do Santos, a primeira vez dele entre os 11 neste Brasileirão.

OS MELHORES AMIGOS DO GOLEIRO

O travessão e a trave são os melhores amigos dos goleiros e isso ficou claro no Mineirão. Everson contou com a ajuda do travessão após cabeçada de Eduardo Bauermann e o depois foi a vez de a trave dar aquela força depois das finalizações de Rwan e de Bruno Oliveira. João Paulo também teve sua colaboração, após Hulk acertar a trave numa cobrança de falta.

VERMELHO COM VAR

Savinho recebeu ótimo passe de Hulk e foi derrubado por Lucas Pires, pouco antes de entrar na área. No entanto, o árbitro Marcelo de Lima Henrique mostrou apenas o cartão amarelo para o defensor santista. Mas o erro foi corrigido com o auxílio do VAR.

PÊNALTI BEM MARCADO

Jair agarrou Eduardo Bauermann na entrada da área, num lance impossível de ser visto pelo árbitro Marcelo de Lima Henrique. Mais uma vez o VAR trabalhou bem e ajudou na marcação do pênalti que garantiu o empate santista.

OUTRA NA TRAVE

No último segundo de jogo o Santos quase virou a partida, com Bruno Oliveira. Após contra-ataque, a bola sobrou para o meia, que finalizou bem, mas, outra vez, Everson fez grande defesa e a bola ainda bateu na trave.

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CE)
Assistentes: Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE) e Renan Aguiar da Costa (CE)
VAR: Rafael Traci (SC)
Cartões amarelos: Arana, Jair, Allan e Everson (CAM); Ângelo (SAN)
Cartão vermelho: Lucas Pires (SAN)
Gols: Savinho aos 5′ minutos do primeiro tempo; Rwan Seco aos 39′ minutos do segundo tempo

Atlético-MG: Everson, Guga, Réver, Alonso e Arana; Allan, Jair (Eduardo Sasha, aos 40′ do 2º) e Nacho; Keno, Savinho (Ademir, aos 29′ do 2º) e Hulk. Técnico: Turco Mohamed

Santos: João Paulo, Madson (Auro, aos 12′ do 1º), Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández (Camacho, aos 26′ do 2º), Vinícius Zanocelo (Ângelo aos 16′ do 2º) e Sandry; Rwan Seco, Lucas Braga (Bruno Oliveira, aos 26′ do 2º) e Bryan Angulo (Felipe Jonatan, aos 16′ do 2º). Técnico: Fabián Bustos

 

Diário do Ribeira / Gazeta SP

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS