29 de fevereiro de 2024 - 09:15

HomeDESTAQUES DO DIASantos vence na Vila, escapa de rebaixamento, mas não se classifica no...

Santos vence na Vila, escapa de rebaixamento, mas não se classifica no Paulistão

O Santos tinha uma missão importantíssima neste sábado diante do Água Santa, na Vila Belmiro: escapar de um rebaixamento inédito no Paulistão. Jogando bem, o time de Fabián Bustos venceu por 3 a 2, cumpriu a árdua tarefa e evitou um vexame histórico para o clube na última rodada da fase de grupos No entanto, a primeira vitória sob o comando do técnico argentino teve um sabor amargo. Com o triunfo do Santo André diante da Inter de Limeira, pelo segundo ano consecutivo a equipe santista ficou pelo caminho e não se classificou às quartas do Estadual.

Contando com os gritos de apoio que vinham da arquibancada, o Santos buscou pressionar o Água Santa logo no início da partida. Logo aos 3 minutos, Lucas Barbosa arriscou de fora da área, obrigando o goleiro do Água Santa a fazer boa defesa. Antes dos 10 minutos, o clima começou a esquentar na área santista durante um escanteio adversário, com o atacante Alex Silva batendo boca com o goleiro João Paulo. Tudo ficou pior quando Fernandinho quase fez olímpico e Dadá Belmonte aproveitou a confusão na área para abrir o placar para os visitantes, aos 9 minutos.

Mostrando personalidade, o Santos saiu para o ataque logo após o recomeço de jogo. Sob os gritos “Santos, o time da virada”, o time de Bustos fez boa trama na entrada da área e Vinicius Zanocelo aproveitou uma bola rebatida para matar no peito e acertar um lindo chute de fora da área, empatando a partida aos 11. Apenas quatro minutos depois, a defesa do Água Santa ficou desatenta em uma cobrança de lateral pela esquerda e deu espaço para Lucas Braga. O atacante fez bom cruzamento para Ricardo Goulart, que acertou o canto da meta adversária com um lindo peixinho.

Mesmo após a virada, o Água Santa não se retraiu e o jogo foi para a “trocação”. O time visitante tentou jogadas pelas pontas, dando espaço para a equipe de Bustos, que aproveitou as brechas e, aos 25, conseguiu uma falta perigosa na entrada da área. Marcos Leonardo bateu no contrapé de Victor Souza, obrigando a defesa do goleiro. No minuto seguinte, Bruno Reis apareceu livre pela direita e buscou o canto de João Paulo, salvando a pátria alvinegra. No contra-ataque, Lucas Barbosa subiu livre pela direita, driblou o zagueiro e chutou colocado, com Victor Souza evitando mais uma vez o terceiro. No mesmo instante, o Santo André fez 1 a 0 sobre a Inter de Limeira, tirando as chances de classificação do time da Vila.

O abafa do Santos voltou a dar resultado aos 29 minutos. Lucas Pires cobrou escanteio na cabeça do zagueiro Kaiky, que subiu mais alto que a defesa adversária e balançou as redes para fazer 3 a 1. Mesmo com o gol, o banco de reservas santista pouco comemorou. Isso porque logo chegou a informação do segundo gol do Santo André, deixando o alvinegro praiano ainda mais distante das quartas de final. Mesmo com os resultados contra, o Santos não parou e voltou a agredir o Água Santa. Aos 40, o time aproveitou o erro da zaga para fazer boa troca de passes e finalizar com Ricardo Goulart, sem sucesso.

Na volta para o segundo tempo, a chuva deu o ar da graça na Vila Belmiro e os times reiniciaram a partida se estudando mais. A primeira finalização na etapa final veio apenas aos 10 minutos, quando Fernandinho limpou pela esquerda e arriscou, para defesa segura de João Paulo. O Santos respondeu em cobrança de escanteio. Lucas Pires mais uma vez fez boa cobrança de escanteio, obrigando a defesa do Água Santa a fazer um corte providencial e evitar o segundo de Ricardo Goulart. A equipe santista voltou a assustar quatro minutos depois, em mais um córner. Lucas Barbosa pegou a sobra e bateu colocado, com a zaga adversária travando o lance.

O Água Santa até esboçou alguma reação com chutes de fora da área, mas a etapa final seguiu morna até os 26 minutos, quando Alex Silva por pouco não diminuiu para a equipe de Diadema após o erro de Lucas Pires na cobertura. O Santos acordou e tentou finalização com Ricardo Goulart depois de cruzamento da direita, mas o árbitro indicou falta do atacante.

A partida ainda marcou o retorno de Carlos Sánchez, que entrou no lugar de Goulart aos 34 do segundo tempo. O uruguaio viu de dentro do gramado Eduardo Bauermann segurar David após levar drible e ser punido com o segundo cartão amarelo, indo para o vestiário mais cedo. Na cobrança da falta, Fernandinho jogou na área e encontrou Rodrigo Sam, que cabeceou sem chances para João Paulo e diminuiu o placar para 3 a 2.

O Água Santa voltou a se animar após o gol, tentando aproveitar a vantagem numérica em campo, mas sem êxito. O goleiro Victor Souza chegou a ir para área em cobrança de escanteio, mas a batida não levou perigo. O juiz ergueu os braços aos 49, finalizando a partida e dando início às vaias do torcedor. No ABC, o Santo André manteve o resultado de 2 a 0 e garantiu a classificação no Grupo D, com 15 pontos, um a mais que o Santos, que mais uma vez fica fora da disputa na fase de grupos.

Com o empate em 2 a 2 da Ponte Preta com o Ituano, o Água Santa também se livrou do rebaixamento. O Santos volta a campo apenas no dia 10 de abril, quando encara o Fluminense, fora de casa, pela rodada de estreia do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 3×2 ÁGUA SANTA

SANTOS – João Paulo; Auro, Kaiky, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Camacho (Velázquez), Vinícius Zanocelo (Sandry) e Ricardo Goulart (Carlos Sánchez); Lucas Braga, Marcos Leonardo (Rwan) e Lucas Barbosa (Léo Baptistão). Técnico: Fabián Bustos.

ÁGUA SANTA – Victor Souza; Alex Silva, Elder, Jeferson Bahia e Rhuan (Alyson); Rodrigo Sam, Caique e Vinícius Reis (Arthur Korek); Dadá Belmonte (Álvaro), Lelê (David) e Fernandinho. Técnico: Sérgio Simões (interino).

GOLS: Dadá Belmonte, aos 9, Vinicius Zanocelo, aos 11, Ricardo Goulart, ao 14, e Kaiky, aos 29 minutos do primeiro tempo; Rodrigo Sam, aos 40 do segundo.

ÁRBITRO – Vinícius Gonçalves Dias Araújo.

CARTÕES AMARELOS: Vinicius Zanocelo (Santos) e Rodrigo Sam (Água Santa).

CARTÕES VERMELHOS: Eduardo Bauermann

PÚBLICO: 10.718 presentes.

RENDA: R$ 258.837,50

LOCAL – Vila Belmiro.

 

Diário do Ribeira / Gazeta SP

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS