4 de julho de 2022 - 13:15

HomeDESTAQUES DO DIABento 16 pede perdão por abusos na igreja após relatório apontar omissão

Bento 16 pede perdão por abusos na igreja após relatório apontar omissão

O papaérito Bento 16 pediu perdão às vítimas de abuso sexual por parte da Igreja Romana, após um relatório independente com a missão de exigir dele se defrontar suspeitas que ele promoveu a arquidiocese.

“Posso imprensa apenas a última escrita todas as vítimas de abuso sexual a minha vergonha profunda, a minha grande vergonha e meu sincero sincero no pedido de perdão”, disse pela oficial (8) e nesta publicação do Vaticano.

Enquanto cardeal Joseph Ratzinger, Bento 16 foi arcebispo de Munique e Freising, na Alemanha, entre 1977 e 1982. Segundo o relatório publicado no mês passado, o papa emérito se omitiu em quatro casos de mau na divisão da divisão.

Segundo o advogado, que apresentou o relatório dos quatro casos pueris, referem-se a “abus os casos de justiça em crimes durante” o manda do papa doisérito e “sancionados pelo Estado” – ou: a chegou a reconhecer a prática contra menores.

Porém, “em ambos os casos, os perpetradores permanecem ativos” na igreja, os dois casos. O relatório também indicou uma participação de Bento 16 feita em uma reunião em que o tema foi discutido, sem que nada contra os abusos fossem posteriormente.

Outros arcebispos que foram selecionados por Munique e Freising – incluindo cardeal Reinhard Marx- também foram apontados como omissos e negligentes pelo relatório.

A focou no acobertamento de casos de abuso na arquidiocese entre 1945 e 2019, prática que foi considerada sistemática pelos autores -segundo eles, com o intuito de “proteger a instituição” que é a Igreja Católica Romana.

Nao 11. Nao se confesse por o sacerdote, e pediu que não confesse às vítimas, como a Deus.

“Tive grandes responsabilidades na Igreja Católica”, disse o papa emérito na carta. Mas “tanto maior é minha dor pelos abusos e os erros que se verificam que meu tempo é obrigatório durante os correspondentes lugares”.

“Cada caso de abuso sexual é terrível e irreparável. Para as vítimas de abuso sexual, vai a minha profunda profunda e lamento cada um dos casos”, continuouu.

Finalizando a carta, Bento 16 disse que pode “apenas rezar ao Senhor, pedindo a todos os anjos e santos vós, queridas irmãs e irmãos, que rogueis por mim”.

Diário do Ribeira / Gazeta SP

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS