23 de janeiro de 2022 - 02:11

HomeDESTAQUES DO DIAPeruíbe cancela Carnaval após aumento de casos de covid e gripe

Peruíbe cancela Carnaval após aumento de casos de covid e gripe

A Prefeitura de Peruíbe decidiu, no início da tarde desta segunda-feira (10), cancelar a programação do Carnaval 2022 na cidade.

Segundo a Administração Municipal, a decisão foi tomada com base em dados técnicos apresentados pela Vigilância Epidemiológica sobre o crescimento de casos e prováveis contaminações da variante Ômicron, além do surto da gripe H3N2 na região.

A epidemia de gripe que já afeta todo o País tem pressionado a demanda por atendimento hospitalar em cidades do litoral como Santos e Guarujá.

Na principal UPA de Guarujá, por exemplo, os atendimentos diários de pacientes com sintomas gripais saltaram de 150 para mais de 600 – um aumento de 300%. Segundo a Prefeitura, o efetivo médico foi ampliado em 50% para atender a demanda.

A administração municipal afirma, porém, que a alta nos atendimentos não refletiu em aumento nas taxas de internação e que não há registro de óbitos.

A secretaria municipal de Saúde diz que intensificou o monitoramento dos casos para apurar qual vírus tem causado os sintomas, realizando a coleta do exame para suspeita de Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Além do novo coronavírus, circulam no Brasil os subtipos de influenza A H3N2 e H1N1 e o vírus da influenza B.

O material é em seguida encaminhado para o Instituto Adolfo Lutz, do governo estadual, que faz o diagnóstico de Covid-19 ou influenza. A prefeitura de Guarujá afirma ainda não ter recebido os resultados.

Em Santos, foram montadas três tendas para atender exclusivamente pacientes com sintomas gripais, 24h por dia. Os centros de triagem foram instalados nas UPAs central e zona leste e no Centro Esportivo M. Nascimento Júnior, vinculado à UPA da zona noroeste.

Em dezembro, as três UPAs já atenderam mais de 13 mil pacientes com sintomas gripais. No mesmo mês do ano passado, foram registrados 1.756 atendimentos deste tipo nas UPAs central e da zona noroeste.

Na primeira semana de dezembro, foram registrados 1.275 casos gripais nas três unidades. Na segunda semana, 2.929. Do dia 16 ao dia 21, os casos saltaram para 5.173. Do dia 22 ao dia 17, foram 4.512.

A secretaria municipal de Saúde de Santos afirma que a coleta de exames para influenza só é realizada na rede pública em pacientes internados com Síndrome Respiratória Aguda Grave, conforme protocolo estadual.

A prefeitura orienta que idosos, gestantes e pessoas com comorbidades procurem as UPAs diante do aparecimento dos sintomas, em função do maior risco de complicações.

Os demais pacientes são aconselhados a manejar os sintomas e procurar atendimento se não houver melhora, devido à sobrecarga no sistema de saúde.

 

Diário do Ribeira / Gazeta SP

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS