23 de janeiro de 2022 - 02:55

HomeDESTAQUES DO DIAParceria entre Rede Brazucah e Legado das Águas leva formação audiovisual para...

Parceria entre Rede Brazucah e Legado das Águas leva formação audiovisual para 50 jovens de Tapiraí e Juquiá

O Legado das Águas – maior reserva privada de Mata Atlântica do país – e a Brazucah Produções firmaram parceria para oferecer formação audiovisual a 50 alunos, entre 15 e 17 anos, e professores da rede pública de Tapiraí e Juquiá, entre os meses de setembro e dezembro.

Dividido em 12 encontros, o curso on-line de produção audiovisual contempla introdução à linguagem cinematográfica, técnicas de depoimentos e entrevistas, captação de imagens, montagem, narrativas na era da internet, divulgação em redes sociais entre outros temas.

Além do conteúdo programático, os jovens recebem material didático, acompanhamento pedagógico à distância e indicações de textos, filmes, sites e vídeos temáticos para complementarem a referência audiovisual.

No final do curso, os alunos produzirão webdocumentários que serão apresentados de forma on-line em dezembro deste ano. Estes filmes integrarão ainda a programação de sessões nas cidades com o projeto Cinesolar, primeiro cinema do país movido inteiramente à energia solar.

De acordo com Daniela Gerdenits, coordenadora de Parcerias e Responsabilidade Social do Legado das Águas, o objetivo da ação é fortalecer o protagonismo juvenil em temáticas socioambientais por meio da produção audiovisual.

“Esse projeto tem como principal objetivo dar espaço para a expressão dos jovens, contribuir para sensibilizar novos olhares sobre o papel deles na sociedade, os estimulando a perceber seus potenciais enquanto agentes de mudanças sociais, tendo o cinema e a produção audiovisual como meio de empoderamento. No ano passado, produziram um documentário com a temática racial, tema escolhido pelos próprios alunos. O documentário ficou incrível, tinha a personalidade, a marca de cada um dos participantes. O mais impressionante é que tudo foi produzido de forma caseira e 100% remota. Estamos muito satisfeitos com os resultados que já tivemos e temos certeza de que essa nova etapa também será surpreendente”, diz a coordenadora.

“Nossa proposta é oferecer um conteúdo teórico e prático que possa ampliar as possibilidades de produção dos estudantes, além de estimulá-los para realização de produções que busquem abranger diferentes narrativas da vida cotidiana de cada um dos participantes”, afirma Raphael Alario, coordenador da Rede Brazucah.

 

Diário do Ribeira

 

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS