22 de outubro de 2021 - 17:33

HomeDESTAQUES DO DIALiberação do uso de máscaras em SP deve ser decidida nesta semana

Liberação do uso de máscaras em SP deve ser decidida nesta semana

De uso obrigatório desde maio de 2020, na fase inicial da pandemia, as máscaras de proteção facial podem deixar de ser de uso mandatório nesta semana por decisão do Governo do Estado de São Paulo.

Segundo disse o governador João Doria (PSDB) em entrevista coletiva nesta quarta-feira (6), a decisão deve ocorrer nesta quinta (7) em uma reunião entre membros do PEI (Programa Estadual de Imunização), do Comitê de Saúde e do secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido.

O detalhamento da medida, porém, ocorrerá somente no dia 18.

“No próximo dia 18 de outubro, nós teremos aqui uma coletiva de imprensa. Um dos temas dessa coletiva será justamente a delibração sobre o uso de máscaras. Qual o critério e quais os períodos”, disse Doria no Palácio dos Bandeirantes, na zona oeste da capital paulista .

Devido às medidas de contingência ao coronavírus, desde maio de 2020 é obrigatório utilizar máscaras de proteção nos espaços públicos de São Paulo. O decreto nº 64.959 estabelece que o descumprimento da lei pode acarretar em advertência, multa ou prestação de serviços à comunidade.

João Gabbardo, coordenador executivo do comitê científico estadual, afirma que o primeiro critério para tomar a decisão é a cobertura vacinal. A expectativa, disse, é que o estado atinja 100% da população com ao menos a primeira dose nas próximas duas semanas.

Na mesma ocasião, a administração estadual anunciou que SP atingiu 60% população com o esquema vacinal completo, superando os Estados Unidos e a Europa. Atualmente, cerca de 99% do público paulista recebeu a primeira dose.

Outro critério são os indicadores da pandemia como número de internações, ocupação de leitos, número de casos e mortes, que o governo considera que houve melhora. Os sinais são positivos há alguns meses, embora a pandemia ainda mate muita gente todos os dias no Brasil.

O coordenador do comitê científico afirma, porém, que a administração estadual não avalie a retirada da obrigatoriedade do uso de máscaras em eventos de grande porte, mesmo que abertos.

Nestas situações, só será possível participar caso a pessoa tenha o esquema vacinal completo ou a primeira e um teste negativo, diz Gabbardo. Aqueles que não puderam ter acesso ao imunizante pela idade (como crianças) ou qualquer outro motivo não poderão acessar o evento.

“Nós estamos discutindo aqui a possibilidade de o uso de máscaras em condições muito favoráveis, especialmente onde a transmissão é baixa, em ambientes externos, e eventualmente nas próximas semanas ser considerado como algo que possa ser opcional”, disse.

Nesta semana, as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro também começaram a avaliar a possibilidade de desobrigar o uso de máscaras.

 

 

 

Diário do Ribeira / Gazeta SP

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS