20 de outubro de 2021 - 22:03

HomeDESTAQUES DO DIA“Animais Peçonhentos e Primeiros Socorros” é tema de palestra promovida pelo Legado...

“Animais Peçonhentos e Primeiros Socorros” é tema de palestra promovida pelo Legado das Águas em Juquiá

O Legado das Águas, maior reserva privada de Mata Atlântica do país, em parceria com o Instituto Butantan de São Paulo e o Sindicato Rural de Juquiá, promove a palestra “Animais Peçonhentos e Primeiros Socorros” para alunos do Programa Jovem Aprendiz do Futuro, do Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural). O evento será realizado no próximo dia 24, das 11h às 12h30, no Sítio Pedra Cavalo, em Juquiá.

A ação é em comemoração ao Dia da Árvore e chega como forma de orientar como agir em acidentes com serpente, reforçando quais devem ser os primeiros socorros, além de conscientizar sobre a importância das cobras na natureza, o manejo correto e a prevenção de acidentes, tema central da apresentação.

A palestra contará com demonstrações de animais vivos e réplicas, e será ministrada por Giuseppe Puorto, Diretor do Museu Biológico do Butantan, instituto referência em pesquisa sobre serpentes e um dos maiores produtores de soros do Brasil.

“Mostraremos aos alunos as principais espécies de cobras presentes na região de Juquiá e qual o manejo adequado. São informações muito relevantes, uma vez que estão se formando para atuarem no campo. Entendemos que a falta de informação pode causar danos irreparáveis. Queremos que os estudantes conheçam esses animais, saibam como agir em caso de acidentes e sejam multiplicadoras do conhecimento que irão receber”, diz o pesquisador.

“A conservação da floresta traz benefícios mútuos para pessoas, fauna e flora. No caso das serpentes, por exemplo, são animais essenciais ao equilíbrio do ecossistema, mas também para os seres humanos. Nem todo mundo sabe, mas o remédio mais usado para tratar a hipertensão arterial, o captopril, foi inventado a partir do veneno da jararaca brasileira, que ocorre nessa região também. A ideia é fornecer informações que possam conscientizar as pessoas da importância da floresta em pé para manter esses animais no habitat, longe dos ambientes urbanos e, ao mesmo tempo, prevenir acidentes. Uma via de mão dupla para a conservação. Para isso, contamos com grandes parceiros, como o Instituto Butantan”, finaliza Elaine Izabel de Moura, analista de Educação Ambiental do Legado das Águas.

 

Diário do Ribeira

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS