27 de novembro de 2021 - 06:21

HomeDESTAQUE DA HORAEm Cananéia: Médico da Saúde da Família apresenta projetos autorais e vira...

Em Cananéia: Médico da Saúde da Família apresenta projetos autorais e vira referência em atendimento

O que você entende por Saúde Básica no Brasil? A ‘Atenção Básica’ ou ‘Atenção Primária em Saúde’ é conhecida como a “porta de entrada” dos usuários nos sistemas de saúde, ou seja, é o atendimento inicial. Seu objetivo é orientar sobre a prevenção de doenças, solucionar os possíveis casos de agravos e direcionar os mais graves para níveis de atendimento superiores em complexidade.

Direcionando a luz (ou sombra) da questão para um panorama municipal, a teoria tem sido aplicada? A atenção dos profissionais tem sido voltada para a saúde ou para a doença?

Afunilando um pouco mais, estamos em Cananéia. Existe atenção propriamente dita durante a triagem (medição de pressão e pesagem) e atendimento médico?

De acordo com experiências narradas, trata-se de um quase monólogo, onde o paciente posta-se na frente do doutor e começa a falar sobre o motivo de sua consulta. Não há um toque sequer a fim de se examinar o paciente. O estetoscópio serve para ouvir o coração, mas em um outro momento, talvez?

É mais um dia no Posto de Saúde. As consultas marcadas para as 8h se multiplicam e pacientes à espera de atendimento médico conseguem ser atendidos aproximadamente às 9h30, quando não têm que voltar para suas casas porque o médico simplesmente não compareceu.

Os atrasos têm sido normalizados. Durante a espera ouve-se outros pacientes ironizando ” Será que o médico vem hoje?”. “Se ele chegar, vai ser perto das 10h. Se chegar, né?”.

Depois de atendidos, os pacientes saem com suas prescrições de remédios (incluindo alguns que nem estão disponíveis nas farmácias da cidade), pedidos de exames e retornos marcados. E assim sucessivamente.

Desta maneira, se instala um conformismo do tipo ‘é assim mesmo’, que bem poderia se transcrever além de uma utopia e ser substituído pelo direito de exercer um direito básico do tipo ‘eu tenho conhecimento sobre os meus direitos, inclusive aqueles mais básicos, que conferem minha saúde e bem-estar e que devem sim ser assegurados pela administração pública e eu cobro isso’. Direitos esses que são garantidos constitucionalmente e fazem parte dos princípios do Sistema Único de Saúde (SUS).

Enquanto o trabalho tarda por parte da prefeitura, a questão recém mencionada se compila na iniciativa de um médico que atende pela APS-Atenção Primária de Saúde- SUS no município de Cananéia.

Pablo Ribeiro dos Santos, de 38 anos, é clínico geral com formação em Saúde da Família e pós-graduado em saúde pública. O médico atua no município de Cananéia pela ESF (Estratégia de Saúde da Família) na UBS DR. Marcondes Andrade Pereira e é responsável pela ESF Ariri e outras 10 comunidades ao redor do município.

Ele acredita que ‘toda a estratégia de Saúde deve ser revista e de forma efetiva’.

Dr. Pablo é detentor de uma extensa bagagem profissional. Associado ao seu vasto currículo, o médico tem realizado um trabalho com reconhecimento de cada paciente, de forma minuciosa, a partir de conversas francas, informativas e educativas.

 

Atendimento realizado em Santa Maria

 

Em entrevista concedida ao Diário do Ribeira, o profissional médico de família e comunidade apresentou seus projetos autorais e de iniciativa espontânea, e acabou por externalizar toda a sua percepção sobre a questão da Saúde no município.

E foi justamente com base na situação precária em que se encontra a Saúde em Cananéia, que ele tomou a iniciativa de elaborar projetos, sem qualquer vínculo com a administração pública, esta que, segundo o profissional, em quase 8 meses de gestão não promoveu sequer uma reunião com as equipes da Saúde com intuito de levantar questões de prioridade e trabalhar nelas.

Dos elos estabelecidos com seus pacientes, Dr. Pablo relatou vivenciar muitas experiências durante seus atendimentos diários e que os relatos dos atendidos são chocantes com relação ao trato que recebem de alguns profissionais médicos nas unidades básicas de saúde de Cananéia.

Grande parte de seus pacientes são moradores do Pereirinha, Cambriu, Enseada da Baleia, Vila Rápida 1 e 2, Marujá, Pontal, Ariri, Santa Maria, Taquari, Varadouro I e II.

Ele também atende pela UBS Dr. Marcondes (Centro) e ainda, já realizou alguns trabalhos num período de 6 meses na ESF Acarau, ESF Centro, no mesmo período em que atuava em sua unidade ESF Ariri.

Dentro de 2 anos e meio de trabalho em Cananéia, nasceram alguns projetos, como o PI (Projeto de Intervenção) de município, que consiste, basicamente, em lhe conferir autonomia a fim de redirecionar de forma assertiva os atendimentos na região, iniciativa inédita apresentada por um profissional da Saúde na cidade.

Na ocasião, foram apresentadas ao prefeito Robson Leonel, 12 desses projetos cuja atuação se aplica em todas as ESF do município.

Ainda, dentre os projetos, merece destaque o de ‘Capacitação de Agentes Comunitários de Saúde (ACS), onde é realizado um laboratório para estes profissionais às segundas-feiras.

O trabalho realizado, consiste em capacitar os agentes de Saúde do município para uma melhor atenção junto aos usuários do SUS, acerca de sinais vitais, pressão arterial, diabetes, saúde do idoso, saúde da mulher, etc.

“Eu acredito que informação e conhecimento empoderam esses profissionais dando a eles mais segurança na presença dos pacientes e melhor resolução nas situações atípicas que eles enfrentam na rotina de trabalho, além de interagir melhor com a equipe de enfermagem e médica”, comenta Dr. Pablo.

 

Atendimento realizado em Ariri

 

Todo o conteúdo está descrito em documento revisado e de acordo com as normas do Ministério da Saúde.

Ele explica que essa capacitação é destinadas às ACSs da ESF Ariri, porém, pode ainda ser estendida a todas as unidades de Cananéia.

Outro documento importante apontado pelo médico é o ‘Protocolo de Dor’, cuja atenção é voltada para o Pronto-Socorro do município.

“Neste trabalho em questão, lança-se um cartão de controle de hipertensão arterial para ser utilizado em todas as unidades de saúde para maior controle e segurança dos pacientes e equipes dos postos de saúde, visando o maior controle da hipertensão arterial sistêmica, doença esta que merece uma atenção maior devido ao fato de se desenvolver de uma forma silenciosa. A hipertensão arterial sistêmica é uma condição clínica multifatorial definida como uma pressão arterial sustentada maior ou igual a 140 mmHg sistólica e 90 mmHg diastólica. Está frequentemente associada a alterações de órgãos alvos, alterações metabólicas e altamente relacionada com a mortalidade cardiovascular e cerebrovascular”, explica o doutor.

“O princípio básico é fazer uma investigação do histórico de saúde do paciente e, então a partir daí, buscar tirar o máximo de medicamentos de sua rotina, de forma a orientar este paciente a ter hábitos mais saudáveis”, conclui.

 

Laboratório sobre sinais vitais e hipertensão arterial sistêmica

 

Inclusive, há um projeto em andamento com divulgação de conteúdo que chega para reeducar o paciente na parte da alimentação, com direcionamento de um profissional da área de nutrição.

Dr. Pablo também é o criador da ‘Cartilha Covid’, cujo material didático foi distribuído gratuitamente na região para uma melhor compreensão da doença, suas formas de disseminação e medidas de prevenção.

O objetivo segue pelo mesmo caminho dos outros e, em sua síntese, ultrapassa um cenário de quimera. À medida em que for recebendo aval do administração do município, Dr. Pablo seguirá colocando em prática estes projetos e outros futuros. A ambientação agora muda. Aqui, há um médico que enxerga seu paciente, enxerga o paciente do outro e se enxerga no paciente, como um ser humano que merece respeito e é digno de receber um tratamento adequado, com foco principal na saúde e não na doença.

 

Atendimento realizado em Varadouro II

 

A Reportagem estabeleceu contato com alguns pacientes do profissional Pablo, que testou positivo para todos os feedbacks:

“Dr. Pablo, além do profissional é um ser humano nota 10, pois quando precisei fui prontamente atendido com consultas detalhadas. Na minha recuperação da Covid-19 foi de suma importância o seu atendimento. Melhor seria se o serviço do Dr. Pablo se estendesse pelo SUS”, comentou um de seus pacientes, Edinaldo Moreira de Almeida, de 57 anos, morador de Iguape e agricultor.

“Falar sobre a questão de saúde em Cananéia, fica até difícil porque há várias coisas. Sou moradora de Cananéia há 21 anos. Graças a Deus precisei pouco de atendimento médico, mas nos últimos meses temos ido muito ao PS do bairro e não dá pra dizer que fui bem atendida. Quanto ao Dr. Pablo, só agradeço pelo trabalho dele. Meu marido é cardíaco e foi o único médico, que quando precisei, foi na minha residência prestar atendimento. Pessoas assim fazem a diferença. Ele é muito atencioso e se preocupa com o próximo. Só gratidão a ele”, relatou Neide Trigo de Oliveira, de 53 anos, encarregada de produção em uma indústria privada.

O paciente Ítalo Cortezi, de 73 anos, advogado e morador de Cananéia há 23 anos também deu seu depoimento: “Falar sobre o Dr. Pablo é muito fácil. Trata-se de um excelente médico, sem dúvida um dos mais humanos profissionais da saúde que tive a satisfação de conhecer. É uma pessoa de primeira grandeza. Um médico que antes de tudo dedica-se ao paciente. É humilde, amigo, leal e atencioso. Atende todas as classes sociais como se fossem uma única, coloca a profissão em primeiro plano. Entende por exemplo que dependendo da gravidade da doença que aflige o paciente, esta também pode abalar sua família. Assim, é preciso dar atenção a família fragilizada para que outros não venham a sofrer maiores desconfortos a exemplo de seu ente querido. Também não se preocupa em clinicar apenas fazendo uso de seu estetoscópio e esfignomanômetro, preocupa -se em clinicar principalmente com o coração. É claro que se trata de uma colocação figurativa, mas acreditem: a bondade, o carinho e a dedicação do profissional da saúde, se não fizer bem para o físico faz bem para a alma. Esse conjunto de coisas é a meta desse médico que com muita dificuldade busca o que é melhor para a população de minha cidade. Posso garantir sem medo de errar que Cananéia tem sorte de ter em seu quadro um médico da estirpe do Dr. Pablo.”

 

Por: Érica Xavier/ Diário do Ribeira

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS