19 de abril de 2024 - 19:32

HomeDESTAQUES DO DIAEm Ilha Comprida: Empresário consegue na Justiça manter calçada rebaixada

Em Ilha Comprida: Empresário consegue na Justiça manter calçada rebaixada

O empresário Thales Amaral usou as redes sociais para questionar a obra da ciclovia da avenida São Paulo que passa em frente seu estabelecimento comercial.

Thales conseguiu na justiça uma decisão provisória contra a prefeitura para que a calçada em frente à loja de material de construção permaneça rebaixada, facilitando o estacionamento dos clientes.

O projeto da ciclovia da avenida São Paulo prevê apenas o rebaixamento da calçada nas entradas de garagens e nos acessos para bikes e cadeirantes.
Comércios instalados no lado norte da via e que aproveitam parte da calçada para estacionamento terão os espaços inutilizados por conta de uma reversão do rebaixamento do passeio.

Na última terça feira o dono da loja de materiais de construção Cincal conseguiu por meio de mandado de segurança, expedido pela justiça de Iguape, que trabalhadores da prefeitura não desfizessem o formato atual da calçada.

Segundo a justiça, o mandato de segurança em vigor por 48 horas serve para que o juiz do caso análise o projeto da ciclovia e também uma análise do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias, o DADE, que também prevê o rebaixamento de calçadas apenas em acessos específicos.

À reportagem, o empresário Thales Amaral disse que chegou a ser ameaçado por fiscais da prefeitura.

A emissora procurou o diretor do departamento de fiscalização da prefeitura de Ilha Comprida que por mensagem de WhatsApp disse “Foi impetrado mandado de segurança pela Cincal, a Justiça estabeleceu suspensão do ato por 48 horas e manifestação do município para ser analisado”.

Vale lembrar que obra da ciclovia da avenida causou polêmica ao custar três vezes mais que o valor original proposto pelo prefeito Geraldino Junior (PSDB). O valor inicial de R$ 250 mil passou para quase R$ 1 milhão pouco mais de um quilômetro de via exclusiva para bicicletas.

 

Diário do Ribeira/Da Reportagem

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS