18 de junho de 2021 - 06:30

HomeESTADOCom 30 mil mortes, Capital estuda aumentar medidas de restrição

Com 30 mil mortes, Capital estuda aumentar medidas de restrição

O secretário municipal da Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, disse nesta quarta-feira que a cidade enfrenta um aumento no número de casos da Covid-19 e defendeu a adoção de medidas mais restritivas de isolamento social. No dia anterior (25), a capital paulista havia ultrapassado a marca dos 30 mil mortos provocados pela doença desde o início da pandemia.

“Há um aumento de casos já hoje na cidade depois daquele pico gigantesco que nós tivemos em março e abril com a P.1 [variante brasileira], e nós estamos nos preparando exatamente para uma nova onda, que seguramente vai atingir todo o Brasil e não vai ser diferente aqui na cidade de São Paulo”, afirmou o secretário em entrevista ao Bom Dia SP, da “TV Globo”.

Ainda de acordo com Aparecido, a vacinação ainda não conseguiu promover um impacto relevante na redução da contaminação.

“A vacinação segue, mas ela ainda em um ritmo que não é adequado, sob o ponto de vista de uma vacinação de massa no Brasil, e nós vamos precisar, sem dúvida nenhuma, estudar eventuais medidas, não só sanitárias, mas também da rede de atendimento aqui da capital”, afirmou o secretário.

Na última segunda-feira (24), a cidade registrava taxa de ocupação de UTIs para pacientes com Covid-19 acima de 90% em 13 hospitais municipais ou que possuem leitos contratados pela gestão municipal. Deste total, seis já estão com lotação de 100%.

Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, as unidades hospitalares que esgotaram a capacidade de internações em UTI são Hospital Cruz Vermelha, Santa Isabel, Santa Marcelina, Santa Casa de Santo Amaro, Municipal Artur Ribeiro Saboya e Municipal Brigadeiro.

Na manhã desta quarta, o Instituto Adolfo Lutz anunciou ter identificado um caso com a variante indiana do coronavírus, chamada de B.1.617, o primeiro registrado no estado de São Paulo. Segundo o Adolfo Lutz, órgão da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, em São Paulo a variante foi identificada em um passageiro de 32 anos, morador de Campos dos Goytacazes, no interior do Rio de Janeiro, que desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos em 22 de maio.

 

 

 

Diário do Ribeira / Gazeta SP

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS