5 de dezembro de 2021 - 04:09

HomeESTADOCom 100% de lotação dos leitos, Itapecerica da Serra permite reabertura do...

Com 100% de lotação dos leitos, Itapecerica da Serra permite reabertura do comércio

A Prefeitura de Itapecerica da Serra, na região sudoeste da Grande São Paulo, permitiu a reabertura de serviços não essenciais. A medida começou a valer na manhã de quinta-feira e vai contra os dados atuais do município. Atualmente, o Hospital Geral da cidade, que também é uma referência para os municípios vizinhos, está com 100% de lotação nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O decreto municipal de flexibilização permitiu a abertura do comércio não essencial com 35% da capacidade. O infectologista Renato Grimbal, membro da Sociedade Brasileira de Infectologia, disse ao “G1” que essas medidas não ajudam no combate à pandemia.

“Essa decisão vai fazer com que essa crise demore muito mais tempo e que nós tenhamos um prejuízo muito maior. O que parece que é uma benevolência para a economia, na verdade é um suicídio que estamos cometendo”, afirmou.

O governo do estado disse que as prefeituras que não seguem o Plano São Paulo são notificadas e que informa o Ministério Público para tomar as medidas cabíveis.

Até a manhã desta sexta-feira, o município contabilizava 5.099 casos confirmados e coronavírus e 248 mortes. Os dados podem ser acessados no site (www.itapecerica.sp.gov.br).

 

ABC PAULISTA

Ainda na Grande São Paulo, a cidade de São Bernardo do Campo, também decidiu flexibilizar a quarentena. Desde quinta-feira (8), os serviços essenciais passaram a funcionar até as 21 horas. O decreto que altera as normas restritivas da fase emergencial do Plano São Paulo foi publicado no Diário Oficial do município.
A mudança foi antecipada pelo prefeito Orlando Morando (PSDB), em live, na noite da quarta-feira.

Segundo Morando, a medida decorre de leve melhora na taxa de ocupação das enfermarias voltadas ao tratamento de pacientes com Covid. “O índice caiu de 80% para 66%”, afirmou.

“Não há o que comemorar, mas temos sinais positivos das restrições implementadas de 27 de março a 4 de abril. Houve balanço positivo desse esforço do comércio, das pessoas, nesse feriado. O isolamento social, que tem média de 44%, 45%, nesse período teve pico de 54%. Quando falamos de aumento de 10% de isolamento, estamos falando de 90 mil pessoas que permaneceram em suas casas”, disse.

Segundo o decreto, poderão funcionar até as 21 horas, seguindo os protocolos de segurança e sem consumo no local supermercados, mercados, mercearias, hortifrutigranjeiros, açougues, peixarias, padarias, docerias, confeitarias e similares; postos de combustíveis e lojas de conveniência; Lojas de materiais de construção e congêneres, entre outras atividades essenciais.

Restaurantes, lanchonetes, bares e congêneres podem funcionar exclusivamente para o serviço de delivery até as 00h e de drive thru e take away até as 21h, com os estabelecimentos de portas fechadas.

 

Diário do Ribeira / Gazeta SP

ULTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS