• Seja bem vindo ao Diário do Ribeira!
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

  • 8 de maio de 2021
  • 03:36

Governo inaugura Divisão de Crimes Cibernéticos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Nesta sexta-feira (18), o governo de São Paulo inaugurou a Divisão de Crimes Cibernéticos (DCCIBER), uma superestrutura para combater os crimes cometidos por meios eletrônicos. Antes, existia apenas uma delegacia que investigava fraudes cometidas por meios eletrônicos.

“Inaugurada em tempo recorde, é a mais moderna e eficiente delegacia de crimes cibernéticos no Brasil. Ela já é a maior, a mais equipada e agora a mais bem instalada”, afirmou o governador João Doria (PSDB).

Criada por meio de um ato do governador João Doria em outubro, a unidade especializada iniciou suas atividades no último dia 2. A cerimônia marca a inauguração das instalações da divisão, que ocupa o 16º Andar do Palácio da Polícia Civil, no bairro da Luz, no centro da Capital.

Para receber a DCCIBER, o andar no qual ela está instalada passou por uma reforma que custou R$ 2,4 milhões. O investimento foi realizado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) como parte de um acordo de cooperação, sem ônus ao Estado.

Como resultado, as instalações da Divisão agora contam com mais de 40 salas operacionais, duas salas técnicas, duas salas para arquivo, quatro banheiros, uma copa, uma sala de custódia, um saguão de recepção, um saguão de plantão e um depósito para materiais de limpeza.

A criação da nova divisão integra o projeto de modernização da Polícia Civil de São Paulo. Além disso, estende para todo o território nacional as investigações dos cibercrimes, já que os delitos cometidos por meios eletrônicos utilizam a rede mundial de computadores, permitindo que os criminosos sediados em um estado façam vítimas em outras unidades federativas.

“A melhor eficiência da polícia é quando ela evita o crime, quando chega antes do que o criminoso e uma divisão de crimes cibernéticos como essa processa exatamente isso. Desde uma simples loja de armarinho na periferia até uma rede de bancos, todos podem sofrer ataques cibernéticos de toda ordem e essa divisão vai permitir um estudo apurado para identificação, investigação e solução desses crimes”, disse Doria.

A Divisão comandará as seguintes delegacias especializadas:

1ª Delegacia sobre Fraudes contra Instituições Financeiras praticadas por meios eletrônicos;
2ª Delegacia sobre Fraudes contra Instituições de Comércio Eletrônico;
3ª Delegacia sobre Violação de Dispositivos Eletrônicos e Redes de Dados;
e a 4ª Delegacia de Lavagem e Ocultação de Ativos Ilícitos por meios eletrônicos.

 

Diário do Ribeira/Gazeta SP

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DESTAQUES DO DIA