• Seja bem vindo ao Diário do Ribeira!
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

  • 8 de maio de 2021
  • 04:48

Governo zera alíquota de importação de pistolas e revólveres

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

O governo federal zerou a alíquota de importação de revólveres e pistolas. A resolução publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira passa a valer em janeiro de 2021. Atualmente, a alíquota para esses produtos é de 20%.

No entanto, a isenção não se aplica a alguns tipos de armas, como as que são carregadas exclusivamente pela boca, pistolas lança-foguetes, revólveres para tiros de festim e armas de ar comprimido ou de gás.

Com a isenção da taxa, o País passou a incluir revólveres e pistolas em uma lista de exceção para produtos com tarifas diferentes daquelas praticadas pelos outros países do Mercosul (Argentina, Uruguai e Paraguai). A taxa adotada pelo Mercosul é a Tarifa Externa Comum (TEC), mas um país pode ter uma lista de exceção para alguns itens.

Medidas

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem tomado medidas para flexibilizar o porte de armas pela população. Em agosto, a Polícia Federal formalizou uma autorização para que o cidadão possa comprar até quatro armas.

A autorização estava prevista em um decreto publicado em 2019, mas faltava a formalização por meio de instrução normativa que definisse as regras.

 

Diário do Ribeira/Gazeta SP

 

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DESTAQUES DO DIA