• Seja bem vindo ao Diário da Ribeira!
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Para 83% dos paulistanos, racismo aumentou ou se manteve nos últimos 10 anos, diz pesquisa

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (19) indicou que 83% dos paulistanos acreditam que o preconceito contra negros se manteve ou aumentou na cidade de São Paulo nos últimos 10 anos. O levantamento foi divulgado pelo Ibope Inteligência e a Rede Nossa SP.

No caso de pessoas que se declaram pretas ou pardas, o percentual é maior. Do total, 58% falaram que a discriminação contra a população negra aumentou e 30% disseram que se manteve, totalizando 88%.

Participaram da pesquisa presencial ou on-line 800 moradores da capital paulista, com 16 anos ou mais. O levantamento foi realizado entre os dias 5 e 21 de setembro.

Discriminação em espaços públicos

De acordo com a pesquisa, em sete de oitos locais avaliados prevalece a percepção de que há diferença no tratamento de pessoas negras ou brancas, veja o percentual:

Shoppings e comércios: 81%; ruas e espaços públicos: 75%; escolas/faculdades: 77%; trabalho: 74%; transporte público: 70%; hospitais e postos de saúde: 65%; local onde mora: 57% e; ambiente familiar: 37%

Outros índices

Para 54% dos moradores da Capital, as manifestações pedindo o fim da violência policial provocaram maior conscientização sobre o racismo.

No caso de empresas de entrega por aplicativo, 90% dos entrevistados acreditam que grandes empresas precisam se envolver para prevenir e assegurar um ambiente antirracista. Entre a população preta e parda, o índice sobe para 93%.

 

Diário do Ribeira/Gazeta SP

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DESTAQUES DO DIA

DESTAQUES DA SEMANA

Diego Maradona morre em casa aos 60 anos

O ex-jogador Diego Armando Maradona morreu nesta quarta-feira (25), aos 60 anos. O maior jogador da história do futebol argentino sofreu uma parada cardiorrespiratória em casa, em Tigre. Maradona havia recebido alta no dia 11

Leia Mais »