• Seja bem vindo ao Diário do Ribeira!
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

  • 8 de maio de 2021
  • 05:10

PL determina que pensão alimentícia seja paga até os 21 anos do filho

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

O projeto de lei do deputado Diego Andrade (PSD-MG) determina que a pensão alimentícia será paga pelo pai até o filho completar 21 anos, independentemente de decisão judicial. Como consequência, a regra não será válida apenas para os filhos com invalidez. O texto, que altera o Código Civil, tramita na Câmara dos Deputados.

O parlamentar diz que, apesar de o Código Civil de 2002 ter reduzido a maioridade – e, portanto, a responsabilidade civil – para os 18 anos, “o gap até os 21 anos de idade busca certamente reforçar uma outra lógica da vida: geralmente nesse período o filho está estudando, seja em uma faculdade, seja em um curso técnico, razão pela qual se mostra razoável e adequado a extensão da pensão alimentícia até os 21 anos”.

“Portanto, a partir dos 21 anos de idade, o novo Código Civil de 2002 presume que o filho, além da plena capacidade civil para todos os atos da vida em sociedade, tem condições de se colocar no mercado de trabalho, desvinculando-se financeiramente do pai por obrigação legal”, diz a justificativa do deputado.

De acordo com Andrade, o término legal do pagamento ao filho não significa, necessariamente, o fim do apoio financeiro do pai, só significa “que o Estado não mais interfere nessa relação jurídica”.

*Com informações da Agência Câmara de Notícias

 

Diário do Ribeira/Gazeta SP

 

 

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DESTAQUES DO DIA