• Seja bem vindo ao Diário do Ribeira!
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

  • 8 de maio de 2021
  • 05:03

Projeto prevê reclusão de um a três anos para quem submeter criança a trabalho perigoso

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

O projeto de lei do deputado Luiz Carlos Motta (PL-SP) pune quem submeter criança ou adolescente a trabalho perigoso, insalubre ou penoso. O texto prevê reclusão de um a quatro anos e multa como pena, valendo também para quem agenciar, coagir ou intermediar a participação de criança ou adolescente.

Atualmente, a Constituição proíbe o trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de 18 e de qualquer trabalho a menores de 16 anos, salvo na condição de aprendiz a partir de 14 anos.

De acordo com o autor, a legislação não impediu o trabalho de “2,7 milhões de crianças e adolescentes com idades entre 5 e 17 anos”.

“Crianças e adolescentes submetidas a trabalho penoso, perigoso ou insalubre sofrem mutilações, muitas vezes com danos irreversíveis à saúde e, às vezes, têm sua vida exposta a perigo”, diz Luiz Carlos Motta.

O deputado também mostrou dados do Ministério Público Trabalho indicando que entre 2007 e 201 foram notificados 300 mil acidentes de trabalho envolvendo crianças e adolescentes.

*Com informações da Agência Câmara de Notícias

 

Diário do Ribeira/Gazeta SP

 

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DESTAQUES DO DIA