• Seja bem vindo ao Diário do Ribeira!
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

  • 8 de maio de 2021
  • 04:07

Rússia anuncia que médicos serão vacinados em 2 semanas

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

A Rússia anunciou nesta quarta-feira (12) que vai aplicar a vacina Sputnik V, contra a Covid-19, nos médicos em 2 semanas e rejeitou a preocupação em relação a segurança do imunizante. O país se tornou, na terça-feira (11), o primeiro do mundo a registrar uma vacina contra o novo coronavírus, mas a falta de informação sobre a vacina causou desconfiança na comunidade internacional.

A vacina ainda não concluiu os testes em estágio avançado o que tem causado receio em alguns cientistas.

De acordo com o ministro da Saúde russo, Mikhail Murashko a vacina será aplicada na população, incluindo em médicos, de forma voluntária, e estará pronta em breve. O imunizante foi desenvolvido pelo Instituto Gamaleya

O diretor do Instituto, Alexander Gintsburg disse que os ensaios clínicos da vacina serão publicados assim que foram analisados pelos especialistas da Rússia.

Putin anuncia vacina

Nesta terça-feira (11), o presidente russo, Vladimir Putin, anunciou que a Rússia registrou uma vacina contra a Covid-19. “Esta manhã uma vacina contra o novo coronavírus foi registrada pela primeira vez no mundo”, disse Putin em reunião com o Gabinete de Ministros.

A Rússia não divulgou nenhum dado científico ou estudo sobre os testes realizados com a vacina. No entanto, segundo o presidente Putin, a vacina russa é “eficaz”, passou em todos os testes necessários e tem uma “imunidade estável” contra a Covid-19. Uma das filhas do presidente russo tomou a vacina, segundo agências internacionais.

Paraná vai distribuir vacina no Brasil

O governo do Paraná informou nesta terça-feira (11) que vai assinar um acordo com a Rússia para produzir a vacina Sputnik V contra a Covid-19.

O convênio deverá ser assinado pelo governador do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), e pelo embaixador da Rússia no Brasil, Sergey Akopov, nesta quarta-feira (12).

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) será responsável por todas as etapas da vacina no Brasil, desde a fase de testes até a distribuição do imunizante.

 

Diário do Ribeira / Gazeta SP

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DESTAQUES DO DIA