• Seja bem vindo ao Diário da Ribeira!
  • Seja bem vindo ao Diário do Ribeira!
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

São Paulo tem 14.398 mortes pelo novo coronavírus

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

O estado de São Paulo tem 275.141 casos e 14.398 mortes pelo novo coronavírus, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde. Entre os óbitos no Estado, 48,8% ocorreram na Capital, 27,8% na Grande São Paulo e 23,4% no interior paulista.

A Capital já tem 7.003 mortes provocadas pela Covid-19. Em seguida vem Guarulhos (668), Osasco (477), São Bernardo do Campo (363) e Santos (362), a primeira cidade do ranking fora da região metropolitana de São Paulo.

Neste domingo, o índice de isolamento social da cidade de São Paulo foi de 53%. O município líder em isolamento da população é São Sebastião, com 61% da população resguardada no domingo. O índice é medido pelo Simi-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente de São Paulo) é viabilizado por meio de acordo do governo paulista com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM .

Multa

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou na tarde desta segunda-feira que haverá multa de R$ 500 a pessoas que forem flagradas sem máscara em espaço público no estado de São Paulo. Já os estabelecimentos comerciais serão multados em R$ 5 mil por pessoa que estiver sem o equipamento de proteção ao novo coronavírus. A medida passa a valer a partir de 1º de julho.

“Se tiverem 20 pessoas, serão 20 multas sucessivas. Não é cabível, diante de uma pandemia, que qualquer estabelecimento, público ou privado, que existam pessoas em proximidade sem estarem conscientes da importância da exigência da máscara”, disse o governador, se referindo aos estabelecimentos comerciais do Estado.

De acordo com Doria, o estado de São Paulo alcançou um nível de uso de máscara em ambiente público de 93%, e a Capital, de 97%. A intenção do governo paulista é chegar a 100% do uso do equipamento. A fiscalização ficará a cargo dos órgãos de vigilância sanitária estadual e municipais.

O valor integral das multas será revertido ao programa Alimento Solidário.

 

Diário do Ribeira / Gazeta SP

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DESTAQUES DO DIA